Na volta de Maradona, Argentina supera a Costa Rica

Com um gol de Franco Jara a dez minutos do final, a Argentina venceu a Costa Rica por 3 a 2, em jogo encerrado na madrugada desta quarta-feira (no horário de Brasília), em San Juan (ARG), no confronto que marcou o retorno do técnico Maradona ao banco de reservas do selecionado sul-americano.

AE-AP, Agencia Estado

27 de janeiro de 2010 | 08h56

De volta após cumprir a suspensão de dois meses imposta pela Fifa, que não perdoou os insultos feitos pelo treinador aos jornalistas do país do treinador depois da vitória por 1 a 0 sobre o Uruguai, nas Eliminatórias da Copa do Mundo, Maradona viu sua seleção sofrer para superar uma equipe que contou com vários jogadores juvenis da Costa Rica.

Na partida, disputada no Estádio Hilario Sánchez de San

Juan, a 1.100 quilômetros de Buenos Aires, Sosa e Burdisso colocaram a Argentina na frente por duas vezes, com gols aos 11 e 37 minutos, respectivamente. Porém, Barrales, aos 20 da etapa inicial, e Madrigal, aos 32 do segundo tempo, igualaram o placar por duas vezes.

Três minutos depois do gol de Madrigal, entretanto, Jara definiu a vitória argentina depois de receber um passe de Clemente Rodríguez. Apesar da dificuldade para vencer, a Argentina também não usou a sua força total no confronto no qual Maradona testou apenas jogadores que atuam no futebol argentino.

Depois de encarar a Costa Rica, a Argentina voltará a disputar um amistoso de preparação para a Copa do Mundo no próximo dia 10 de fevereiro, contra um combinado da Jamaica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.