Josep Lago/AFP
Josep Lago/AFP

Na volta de Neymar, Barcelona sofre, mas bate o Málaga em casa

Recuperado de caxumba, brasileiro vai bem na vitória por 1 a 0

Estadão Conteúdo

29 de agosto de 2015 | 18h09

Recuperado de caxumba, Neymar finalmente pôde estrear pelo Barcelona na temporada. Ele formou o ataque com Messi e Suárez, o trio infernizou a zaga do Málaga, mas quem marcou o único gol na suada vitória por 1 a 0 neste sábado, em casa, foi o zagueiro belga Vermaelen. Com o resultado, o time catalão alcançou o segundo triunfo em duas rodadas e lidera o Campeonato Espanhol com seis pontos. Atlético de Madrid, Celta e Eibar podem chegar a essa mesma pontuação ao final da rodada.

O atacante brasileiro teve um bom desempenho, mas ainda sentiu a falta de ritmo de jogo. Tentou algumas tabelas com Messi, sem conseguirem ser decisivos. Foi substituído por Sandro no final do segundo tempo e recebeu aplausos dos torcedores.

O Barcelona dominou a partida e anunciava mais uma goleada. No entanto, a bola não entrou. A melhor chance da equipe na etapa inicial veio com Mascherano aos 25 minutos, quando ele recebeu cruzamento e cabeceou na trave. Os jogadores desceram para o vestiário indignados com a arbitragem que não marcou dois pênaltis para o time da casa. No primeiro lance, aos 37 minutos, Neymar driblou Albentosa na área, e a bola bateu na mão do defensor. Três minutos depois, Suárez foi derrubado por Angeleri na área, e o árbitro mandou o jogo seguir.

O goleiro camaronês Kameni foi o nome do jogo no segundo tempo. Ele evitou que quatro boas oportunidades de Messi se transformassem em gols e só foi vazado aos 27 minutos, quando Suárez fez boa jogada pela esquerda e cruzou. Kameni espalmou para o meio da área e Vermaelen pegou de primeira.

Também neste sábado, na reestreia de Asier Illarramendi, a Real Sociedad empatou em casa por 0 a 0 com o Sporting Gijón. Assim, os dois times chegaram aos dois pontos e seguem sem marcar no Campeonato Espanhol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.