Armando Franca/AP
Armando Franca/AP

Na volta de CR7 após Copa, Portugal empata nas Eliminatórias da Euro

Seleção portuguesa fica no 0 a 0 com a Ucrânia, no Estádio da Luz, em Lisboa

Redação, Estadão Conteúdo

22 de março de 2019 | 19h51

No primeiro jogo de Cristiano Ronaldo pela seleção portuguesa desde quando ele enfrentou o Uruguai pelas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018, os atuais campeões da Europa pararam na retranca da Ucrânia e não conseguiram passar de um 0 a 0, nesta sexta-feira, no Estádio da Luz, em Lisboa, na estreia pelas Eliminatórias da edição de 2020 da competição continental.

O astro da Juventus, da Itália, atuou durante os 90 minutos do duelo válido pela primeira rodada do Grupo B do qualificatório europeu, mas não conseguiu voltar a ser decisivo como foi há dez dias ao marcar os três gols da vitória por 3 a 0 sobre o Atlético de Madrid, em Turim, que classificou o seu time às oitavas de final da Liga dos Campeões.

Diante de uma bem armada defesa ucraniana, Cristiano Ronaldo lutou muito até o fim com os seus companheiros, mas teve poucas chances de balançar as redes durante o duelo desta sexta. Ele se viu mais próximo de marcar pela primeira vez na partida apenas aos 22 minutos, quando se livrou da marcação do volante Stepanenko pelo lado esquerdo da grande área e chutou forte para exigir boa defesa com as pernas do goleiro Pyatov.

Pouco antes disso, aos 16, Portugal chegou a fazer um gol com William Carvalho completando para as redes de cabeça um cruzamento da direita, mas o volante recebeu a bola em posição de impedimento e a arbitragem invalidou o gol.

Aos 26, Cristiano Ronaldo voltou a aparecer com perigo em novo ataque pelo lado esquerdo, de onde finalizou para obrigar Pyatov praticar mais uma boa intervenção, desta vez usando a mão direita, para evitar a abertura do placar.

Os visitantes foram a campo nesta estreia em Lisboa com o meia brasileiro naturalizado ucraniano Marlos escalado como titular. Entretanto, ele teve atuação apagada e acabou sendo substituído aos 22 minutos do segundo tempo por Tsygankov pelo técnico Andriy Shevchenko, o jovem ex-atacante de 42 anos que brilhou principalmente com a camisa do Milan no auge de sua carreira na Europa.

Pelo lado português, o treinador Fernando Santos tentou dar nova dinâmica ofensiva aos campeões europeus de 2016 ao promover as entradas do meia Rafa Silva e do atacante Dyego Sousa nos respectivos lugares de Rúben Neves e André Silva, mas a criação de oportunidades concretas de gol continuou deficiente.

E, quando finalizou na direção certa, Portugal parou no seguro Pyatov novamente. Sumido na etapa final, Cristiano Ronaldo só conseguiu ficar mais perto de balançar as redes nos acréscimos da etapa final, em uma cabeçada defendida pelo goleiro ucraniano.

Com o empate desta sexta-feira, Portugal entrará mais pressionado a conquistar uma vitória na segunda-feira, quando enfrenta a Sérvia pela segunda rodada do Grupo B das Eliminatórias da Eurocopa, novamente em duelo no Estádio da Luz. Na outra partida que abriu esta chave, Luxemburgo soube aproveitar o fator campo ao bater a Lituânia por 2 a 1 e somar os seus três primeiros pontos, ficando dois à frente de portugueses e ucranianos, que dividem o segundo lugar. Na segunda-feira, os luxemburgueses enfrentam a Ucrânia, novamente atuando como mandantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.