Na volta, Loco Abreu revela desejo de ficar no Botafogo

Após Copa da África, uruguaio quer entrar em forma rapidamente para voltar a jogar no Brasileirão

AE, Agência Estado

27 de julho de 2010 | 15h33

De volta ao Rio e ao Botafogo depois de ajudar o Uruguai a conquistar a histórica quarta colocação na Copa do Mundo da África do Sul, que foi a melhor posição do país desde 1970, o atacante Loco Abreu afirmou nesta terça-feira que deseja permanecer na equipe carioca.

"Eu vou embora? Tem gente ligando para o Botafogo para saber a situação, mas já disse para o Anderson (Barros, gerente de futebol do clube) que quero continuar aqui. Tem surpresa boa pela frente, não posso antecipar", declarou Loco Abreu, que tem sido assediado por outros clubes.

O atacante foi protagonista de um dos lances mais lembrados do Mundial da África do Sul, quando bateu o quinto e último pênalti da série contra Gana, pelas quartas de final, com uma cavadinha e marcou o gol, assim como fez Zidane na decisão entre França e Itália na Copa de 2006.

"Só passou pela cabeça a responsabilidade de ter que fazer o gol. Independentemente de como você chuta, tem que ganhar o desafio com o goleiro. Felizmente deu certo e nos classificamos. Fico contente também porque o grupo do Botafogo comemorou. Agradeço essa força", explicou.

Já pensando no Botafogo, Loco Abreu demonstrou vontade de entrar em forma rapidamente, depois de passar um período de folga no Uruguai. No entanto, ele não deve atuar no jogo de domingo, diante do Vitória, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"Não dá para adiantar muito, é melhor fazer a preparação certa para poder estar em campo no outro sábado. Fiz todos os estudos com o Altamiro (Bottino, fisiologista), está tudo bem. Tenho tranquilidade, porque em pouco tempo vou estar com o grupo", concluiu o uruguaio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.