Caio Marcelo/www.criciuma.com.br
Caio Marcelo/www.criciuma.com.br

Na zona da degola, Criciúma e São Bento empatam e se complicam na Série B

Resultado sem gols afunda as duas equipes na luta contra o rebaixamento para a Série C em 2020

Redação, Estadão Conteúdo

02 de novembro de 2019 | 21h56

Foi um resultado que não agradou a ninguém. Na noite deste sábado, Criciúma e São Bento ficaram no empate por 1 a 1, no estádio Heriberto Hülse, e se afundaram na luta contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. O duelo foi válido pela 32ª rodada.

Com o resultado, o Criciúma chegou ao sétimo jogo sem vitória e ficou com 31 pontos, na 18ª colocação. O São Bento, que conheceu seu quinto tropeço consecutivo, tem 29, na última posição. O primeiro fora da degola é o Londrina, com 35.

Criciúma e São Bento fizeram um primeiro tempo movimentado. Logo aos quatro minutos, Foguinho recebeu de Andrew e mandou para o gol. No entanto, o árbitro assinalou impedimento e anulou o lance. O time catarinense acabou sentindo a decisão e caiu de produção. Com isso, o duelo ganhou em emoção apenas no fim.

Aos 30 minutos, Marlon fez bela jogada e cruzou. Andrew, com o gol aberto, cabeceou pela linha de fundo. A resposta veio aos 42. Rodolfo encontrou Zé Roberto dentro da área. O atacante só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

Mas o Criciúma conseguiu esboçar uma reação ainda no primeiro tempo. Aos 44 minutos, Marlon apareceu como elemento surpresa dentro da área, após cruzamento de Andrew, e cabeceou para deixar tudo igual.

O São Bento voltou melhor para o segundo tempo. No minuto inicial, Caio Rangel cruzou, Rodolfo furou e Zé Roberto jogou rente à trave. Paulinho também tentou, de fora da área, mas chutou para fora. O mesmo Caio Rangel fez fila na defesa do Criciúma, logo na sequência, e ficou no milagre do goleiro Paulo Gianezini.

A equipe paulista vinha controlando o jogo, mas colocou tudo a perder aos 20 minutos, quando Paulinho Bóia fez cera ao ser substituído e acabou expulso. Mesmo com um homem a menos, ainda conseguiu criar grande oportunidade. Zé Roberto passou por Liel e ficou de frente para o gol. O chute foi para fora.

Os minutos finais foram de confusão. Wesley deixou o pé na cabeça de Paulinho e foi expulso. Logo na sequência, Gerson, do São Bento, também recebeu o vermelho e deixou o gramado mais cedo. O duelo, então, seguiu sem muitas emoções e terminou no 1 a 1.

Na próxima rodada, o Criciúma enfrenta o Operário na terça-feira, às 20h30, no estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR). No mesmo dia, às 21h30, o São Bento visita a Ponte Preta no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

FICHA TÉCNICA:

CRICIÚMA 1 x 1 SÃO BENTO

CRICIÚMA - Luiz (Paulo Gianezini); Carlos Eduardo (Vinícius), Liel, Sandro e Marlon; Wesley, Eduardo, Foguinho e Daniel Costa; Andrew e Luquinha (Reinaldo). Técnico: Roberto Cavalo.

SÃO BENTO - Henal; Marcos Martins (Dudu Vieira), Gerson, Alisson e Mansur (Caio Rangel); Fábio Bahia, Paulinho, Guilherme Romão e Rodolfo; Paulinho Bóia e Zé Roberto (Pablo). Técnico: Milton Mendes.

GOLS - Zé Roberto, aos 42, e Marlon, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ronei Candido Alves (MG).

CARTÕES AMARELOS - Andrew, Eduardo, Foguinho e Sandro (Criciúma); Alisson, Henal e Paulinho (São Bento).

CARTÕES VERMELHOS - Wesley (Criciúma); Paulinho Bóia e Gerson (São Bento).

RENDA - R$ 115.800,00.

PÚBLICO - 8.176 pagantes.

LOCAL - Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC).

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.