'Não acho que a derrota foi vergonhosa', afirma Tite

Embora o Corinthians tenha sido superado por um rival que está na Série C do Campeonato Brasileiro e foi superior ao time paulista no duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira à noite, em Lucas do Rio Verde (MT), o técnico Tite não acredita que a sua equipe tenha dado um vexame.

AE, Agência Estado

22 de agosto de 2013 | 08h34

"Não acho que foi vergonhoso, vergonhoso é uma palavra muito forte. Não usamos quando ganhamos e também não usamos quando perdemos. Não fizemos uma boa partida, mas temos de ter tranquilidade para vencer em casa", ressaltou o comandante.

Tite, entretanto, admitiu que a equipe rendeu muito abaixo do esperado. "O time jogou mal, não produziu o que normalmente produz, os três setores estiveram abaixo do nível habitual. Não quero falar mal do gramado. Não tivemos criatividade", afirmou. "Agora, dizer que foi vergonhoso não aceito, não vou colocar isso."

O treinador ainda evitou criticar o comportamento de Emerson, que entrou no segundo tempo e foi expulso pouco tempo depois ao se desentender com o zagueiro Zé Roberto. "Eu tenho um aprendizado como técnico, não vou expor nenhum atleta publicamente. Isso é assunto interno", enfatizou.

Os jogadores do Corinthians reconheceram que o time não fez uma grande partida contra o Luverdense, apesar de a derrota ter ocorrido com um gol irregular - Misael dominou a bola com a mão antes de marcar.

O lateral-direito Alessandro, que voltou a jogar como titular e foi o capitão do time, lamentou o resultado desastroso, mas evitou classificar a atuação como "vergonhosa." Danilo, por sua vez, recorreu à velha tática de dizer que o adversário fez o jogo da vida contra o Corinthians. "A gente sabia disso, contra nós não seria diferente."

BEIJO, NÃO - Aos 32 minutos do segundo tempo, Emerson e o zagueiro do Luverdense foram expulsos porque trocaram empurrões. À essa altura do jogo o Corinthians já tinha perdido Romarinho, expulso por ter cometido duas faltas por trás.O zagueiro do Luverdense disse que o árbitro Pablo dos Santos Alves foi exagerado ao dar o cartão vermelho para os dois jogadores. Mas alfinetou o atacante do Corinthians.

"O Emerson reclamou e eu falei pra ele chegar devagar. Ele não está em um momento psicologicamente bom para reclamar. Não sou um cara que vou levar beijo de ninguém!" Emerson, que já tinha reclamado de ter sido substituído contra o Coritiba, foi assunto na semana por postar uma foto dando um "selinho" em um amigo, o que gerou repercussão nas redes sociais.

O Corinthians volta a campo neste domingo, no Mané Garrincha, em Brasília, contra o Vasco, pelo Brasileirão. Paulo André, Fábio Santos e Renato Augusto, poupados do duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, devem voltar ao time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.