Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

'Não dá para achar que está tudo errado', diz Cássio, após derrota

Goleiro do Corinthians admite que time precisa evoluir, mas acredita em recuperação

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

10 de fevereiro de 2019 | 20h23

Seguindo linha de raciocínio parecida com a do técnico Fábio Carille, que admitiu o Corinthians devendo melhores atuações, o goleiro Cássio ponderou apenas para que não se inicie no clube uma caça às bruxas após a derrota deste domingo, para o Novorizontino, por 1 a 0, pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

"Se não perde, ao menos um empate ajudaria na classificação", lamentou-se o jogador. O resultado manteve a equipe alvinegra na terceira colocação de seu grupo, com sete pontos, a um de Ferroviária e Bragantino – este último ainda entra em campo nesta segunda-feira, contra o Palmeiras. "Mas não dá para achar que está tudo errado. Óbvio que temos de melhorar, evoluir. Tenho certeza de que vamos evoluir, com trabalho e dedicação no dia a dia para cometermos menos erros", emendou.

A respeito do jogo em si, Cássio disse que a forma de o adversário jogar, mais fechado em sua defesa, não chega a surpreender. E que cabe à sua equipe encontrar uma forma de superar tal obstáculo. "O time deles encontrou um gol, jogo aéreo, ficaram fechados. Vai ser assim, e não só nesse ano. Será assim ano que vem, depois..."

Questionado se as alterações na equipe – foram seis em relação à partida anterior – dificultavam na busca por uma estabilidade para a equipe, ele negou. "Isso mostra que tem qualidade, que se está testando algumas peças. Não é aquela situação de ter só 11 jogadores. Tem um leque bom e vai variar bastante", finalizou o goleiro.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.