'Não estou com pressa para entrar em campo', diz Ronaldo

Fenômeno destaca que o importante é fazer a recuperação de forma correta para não voltar a se lesionar

Rafael Vergueiro, do estadao.com.br,

29 de dezembro de 2008 | 12h07

Apesar da euforia da torcida, Ronaldo Fenômeno deixou claro nesta segunda-feira que não está com pressa para voltar a jogar. Em sua segunda entrevista coletiva desde que chegou ao Corinthians, ele afirmou que o mais importante neste momento é fazer as coisas de forma correta para não voltar a se machucar.  Veja também: Ouça a entrevista coletiva de RonaldoIr à Libertadores de 2010 não é obrigação, diz RonaldoCorintianos fazem exames cardiológicos no Parque São Jorge Ronaldo confirma que já começou a treinar com bola  Corinthians é vítima de furto no Natal Ouça: Mano fala pela primeira vez sobre a contratação de Ronaldo TV Estadão: as caretas do primeiro treinoConfira as novidades do mercado do futebol Paulistão 2009 - Tabela Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão   "Sinceramente eu não estou com pressa, e sei que o clube e o treinador também têm a calma necessária. É claro que os torcedores querem muito, e eu quero muito voltar a jogar, mas temos que fazer a coisa certinha, respeitar o tempo e só quando estiver bem voltar a jogar", declarou o jogador, que não entra em campo desde fevereiro, quando se lesionou em partida do Milan contra o Livorno pelo Campeonato Italiano. O atleta ainda fez questão de pedir paciência aos torcedores. "Estou voltando de uma lesão muito grave, que normalmente demora um ano e três meses para ficar bem. Eu peço paciência, pois ainda temos uma fase dura pela frente, de ganhar força e perder peso", assinalou. O Fenômeno também elogiou a forma como o técnico Mano Menezes está lidando com ele. "O Mano é uma pessoa tranqüila, que me dá segurança. Agora, sei que quando eu estiver em campo ele vai me cobrar o máximo", destacou. VIDA PESSOALO jogador se mostrou irritado quando perguntado se os compromissos de sua vida particular podem atrapalhar seu desempenho nos gramados. "Se você quiser eu vivo só de futebol, almoço e janto uma bola de futebol também, mas não se vive assim. Minha vida pessoal é bem particular e ninguém tem nada a ver com isso", declarou. Perguntado sobre seu peso, ele fez uma brincadeira com os jornalistas. "Não me incomoda falarem do peso, pois realmente para jogador de futebol eu ainda estou acima do peso. Só que aqui tem muita gente acima do peso também, mas vocês (jornalistas) não tem que jogar futebol, é claro". FLAMENGOMais uma vez, Ronaldo falou sobre a revolta dos torcedores do Flamengo pelo fato de ele ter acertado com o Corinthians para a temporada 2009. "A única coisa que existiu e existe é meu amor pelo Flamengo, e isso não mudou em nada. Mas agora eu trabalho no Corinthians e me entregarei ao Corinthians. Se houve uma traição foi comigo mesmo, eles não têm que sentir culpados", protestou. 

Tudo o que sabemos sobre:
RonaldoCorinthiansfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.