Divulgação
Divulgação

'Não há conversas com outros clubes', garante Sami Khedira

Volante alemão estaria insatisfeito com falta de chances no Real Madrid, mas garante que o foco é na disputa do Mundial de Clubes

O Estado de S. Paulo

05 de dezembro de 2014 | 09h43

Muito se especula sobre o volante Sami Khedira, do Real Madrid, estar de malas prontas para outro clube por conta da falta de chances no time principal. Após as recentes chegadas de jogadores para sua posição, os rumores se intensificaram. O alemão, porém, garante que seu foco ainda é nos merengues.

"Eu não sou contra a renovação de contrato com o Real após esta temporada. Não houve conversas com outros clubes e eu me concentro no meu trabalho aqui." O volante também reafirmou a importância do Mundial de Clubes e disse que também quer conquistar mais esta taça pelo Real. "No final deste mês, vamos jogar um torneio importante em Marrocos, onde temos a chance de ganhar a Copa do Mundo de Clubes, e isso é a única coisa que conta para mim neste momento", finalizou.

O jogador já foi campeão mundial neste ano, mas pela seleção alemã. Desde a disputa da Copa do Mundo, da qual ficou de fora da final ao ser cortado no aquecimento, Khedira jogou apenas nove partidas pelo Real Madrid. Neste começo de temporada, ele sofreu com diversas lesões.

No início da temporada, ao ser deixado de fora da Supercopa da Espanha, Khedira protagonizou uma polêmica ao viajar para ver seu irmão jogar na Alemanha e sequer viu o Real Madrid ser derrotado por 1 a 0 por seu maior rival, o Atlético de Madri. Na ocasião, ao jornal alemão Bild, o volante revelou que se via 'um pouco fora do Real'. Naquele momento, o jornal Marca, da Espanha, garantiu que tanto Khedira como Di María seriam negociados brevemente. Porém, apenas o argentino deixou a equipe.

Entre os interessados no futebol de Khedira, aparece o Arsenal, que o vê como 'sonho de consumo' para o meio-campo. Além dos Gunners, Manchester United, Chelsea e Bayern de Munique estariam observando a situação do alemão. Ele chegou ao Real Madrid após a disputa da Copa do Mundo de 2010. Como seu contrato termina em junho de 2015, existe a possibilidade de assinar um pré-contrato com outro clube a partir de janeiro, o que faria Khedira deixar o Real Madrid de graça. Recentemente, o volante do Cruzeiro Lucas Silva revelou contato dos merengues.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.