Reprodução
Reprodução

'Não há nenhuma denúncia', diz Maradona após desentendimento em hotel de Madri

Maradona negou qualquer desentendimento com a sua atual parceira, Rocío Oliva

Estadão Conteúdo

15 Fevereiro 2017 | 12h42

Poucas horas depois de se envolver em uma suposta briga com sua namorada em um hotel de Madri, em um episódio no qual o estabelecimento chegou a acionar a polícia espanhola, Maradona se pronunciou nesta quarta-feira para negar qualquer desentendimento ou problema com a sua atual parceira, Rocío Oliva. O astro argentino enfatizou que "não há nenhuma denúncia" contra ele.

O astro argentino está na capital espanhola para acompanhar o jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, entre Real Madrid e Napoli, clube pelo qual o ex-jogador brilhou de forma intensa em sua carreira profissional. Ele estará presente no estádio Santiago Bernabéu, palco do confronto marcado para começar às 17h45 (de Brasília) desta quarta.

"Quero dizer a todos que me encontro em Madri, desfrutando de minha família e esperando o jogo do Napoli, pela Liga dos Campeões. Meu advogado Matias Morla se comunicou com as autoridades espanholas. Não há nenhuma denúncia e ninguém sabe explicar o motivo deste show midiático", escreveu Maradona, por meio de sua página no Facebook.

Em seguida, o ex-jogador, que na semana passada foi anunciado oficialmente como novo embaixador da Fifa, ressaltou que está "passando por uma grande momento" e, de forma irônica, tentou passar a impressão de que não está preocupado com os relatos sobre o problema que teria ocorrido com ele e sua namorada no hotel onde estão hospedados ao dizer aos jornalistas que "contem como quiserem" a suposta confusão, que ele nega que tenha ocorrido.

Os policiais que foram até o hotel onde Maradona está hospedado não encontraram nenhuma evidência de qualquer briga depois de falar com o craque argentino e a sua parceira, assim como nenhum dos envolvidos no incidente decidiu prestar queixa.

As autoridades evitaram confirmar se a mulher era uma inquilina do hotel ou a parceira de Maradona. Entretanto, informações coletadas pela imprensa espanhola com fontes policiais dão conta de que Rocío Oliva entrou em contato com a recepção do hotel e, a partir daí, o diretor do estabelecimento chamou a polícia.

De acordo com relatos da imprensa espanhola, Maradona foi interrogado pelas autoridades após uma suposta agressão a sua namorada, que depois teria se retratado e afirmado que se envolveu apenas em uma "forte discussão" com o ex-camisa 10 da seleção argentina, com a qual foi campeão mundial em 1986.

Esta não foi a primeira confusão em que Maradona se envolveu nos últimos dias em Madri. Na última terça-feira, a imprensa espanhola publicou um vídeo no qual o ex-jogador ameaça um jornalista que tentava entrevistá-lo justamente no hotel onde está hospedado na capital espanhola. Em certo momento do ocorrido, no fim da discussão, ele chega a dizer ao repórter que tentava entrevistá-lo de que, "se o pegasse, 'mano a mano', o arrebentaria".

Com uma vida pessoal conturbada desde os tempos em que se envolveu com drogas e chegou a correr sério risco de morte por causa de problemas graves de saúde, Maradona também já se envolveu em outra confusão com Rocío Oliva, que se tornou pública, em 2014, quando um vídeo revelado na época mostra uma discussão na qual ele se levanta de um sofá e vai em direção à namorada falando em tom áspero e depois parece agredir a parceira, que grita pedindo ao ex-craque que pare com a sua atitude intempestiva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.