?Não me deixaram ganhar?, diz Luxemburgo

Vanderlei Luxemburgo foi apresentado nesta quarta-feira, no final da manhã, como novo técnico do Santos e fez algumas revelações. Demonstrandos certo arrependimento, admitiu que se fosse hoje, não trocaria o Santos pelo Real Madrid. Apesar disso, garante que não se sente derrotado. ?Eu não perdi. Não me deixaram ganhar?, resumiu ele.O treinador contou também que recebeu propostas do Internacional e do Fluminense, mas preferiu voltar à Vila Belmiro - de onde saiu no final de 2004. Luxemburgo revelou ainda que está participando diretamente das negociações para levar o corintiano Fábio Costa de volta para a Baixada Santista. Veja alguns dos principais pontos da entrevista:A experiência no Real Madrid: ?Não perdi. Não me deixaram ganhar. Eu não me sinto derrotado. Minha grande vitória foi ter ido para lá. Não sei de nenhum técnico brasileiro que tenha saído para um projeto como aquele. Apesar de não ter continuado, foi uma experiência fantástica. Trabalhar com jogadors diferentes, com culturas diferentes foi muito bom para mim. Volto mais fortalecido e com uma experiência que não tinha quando saí daqui. Hoje eu não sei se faria isso. Deixar um projeto como o do Santos (que disputaria a Libertadores) e ir para lá?. A Volta: ?Eu estou bem. Tranqüilo. Bem disposto e bastante motivado. Foi enriquecedor (trabalhar no Real) e tenho certeza que volto melhor. Hoje eu posso dizer que a diferença entre o futebol brasileiro e da Europa é a economia. A economia européia é muito forte. De resto, não perdemos em nada. Os clubes daqui também têm planejamento?. Dívida com o Santos: - ?Não acho que esteja em dívida com o Santos. Quando saí foi para atender a um projeto pessoal e o fiz no início de uma temporada. O clube teve tempo para se preparar. Além disso, eu avisou várias vezes que isso poderia acontecer?. Promessa: ?Quando eu sai do Santos para o Real Madrid, eu prometi ao presidente Marcelo Teixeira que daria prioridade ao Santos caso voltasse. E foi o que eu fiz. Recebei propostas do Inter e do Fluminense, mas preferi cumprir a minha promessa?.Contratações: Essa foi uma das diferenças minhas no Real (a participação na montagem do time). Aqui eu estou fazendo o que sempre fiz. O Fábio Costa foi uma indicação minha. É um jogador que eu conheço muito bem do pré-olímpico e que tem uma história no clube. Ainda não está definido, mas ele vai ser nosso, com certeza?. Projetos: - O nosso primeiro objetivo aqui (no Santos) é ganhar o Campeonato Paulista. Depois, buscar uma vaga na Libertadores. Vamos trabalhar na Copa do Brasil e no CampeonatoBrasileiro para conseguir uma vaga na Libertadores".

Agencia Estado,

21 de dezembro de 2005 | 12h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.