Marcos Brindicci/Reuters
Marcos Brindicci/Reuters

Não merecíamos ser eliminados, diz meia Vargas, do Boca

Justificativas para a derrota para o Defensor, em casa, são variadas: falta de sorte e momento ruim

EFE

22 de maio de 2009 | 09h50

O meio-campo Fabián Vargas, do Boca Juniors, disse que sua equipe não merecia ter sido eliminada nas oitavas de final da Copa Libertadores, após a derrota, em casa, por 1 a 0, para o Defensor Sporting, do Uruguai.

Veja também:

link Zebra: Defensor elimina Boca Juniors em pleno La Bombonera

especialVisite o canal especial da Libertadores

lista Libertadores - Calendário/Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Não merecíamos ficar de fora. Fizemos uma grande partida no Uruguai, mas eles acharam o gol de empate, e aqui souberam se defender, e no nosso melhor momento marcaram o gol", lamentou Vargas.

Na partida de ida das oitavas, em Montevidéu, o Boca chegou a estar vencendo por 2 a 1, mas acabou cedendo o empate.

Já o atacante Martín Palermo disse que a eliminação na Libertadores é consequência do "mau momento no clube".

Tudo o que sabemos sobre:
Copa LibertadoresBoca Juniors

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.