'Não podemos mais errar', diz Kardec depois de tropeço em clássico

Artilheiro da equipe no Campeonato Paulista acha que o time esgotou sua cota de erros

Gonçalo Junior, O Estado de S. Paulo

24 de março de 2014 | 10h06

SÃO PAULO - O atacante Alan Kardec, autor do gol do Palmeiras na derrota para o Santos por 2 a 1, neste domingo, na Vila Belmiro, afirma que o time esgotou sua cota de erros no Campeonato Paulista. Na partida de quinta-feira contra o Bragantino, no início da fase decisiva, o Palmeiras não pode se comportar como no clássico, na opinião do atacante. "Erramos bastante, principalmente na troca de passes. Nosso jogo ficou prejudicado. Agora, não podemos mais errar. Tem de ser erro zero", diz o atacante.

No início do jogo, o Palmeiras foi dominado pelo Santos e poucas vezes chegou ao ataque. O técnico Gilson Kleina admitiu as falhas, mas disse que foram corrigidas no intervalo. Para o jogo contra o Bragantino, aposta no retorno de Wendel, que havia sido poupado por causa dos dois cartões amarelos, e de Wesley, que se recupera de uma lesão muscular.  Com eles, esperar que o time volte a ser criativo e tome a iniciativa da partida. Kardec afirma que o jogo contra o Santos foi um bom teste já que as duas equipes podem voltar a se encontrar numa eventual final. "O jogo foi equilibrado. Sabíamos do potencial do Santos, mas tivemos nossas falhas".

A Federação Paulista deve confirmar na tarde desta segunda-feira, em uma reunião do Conselho Arbitral, a realização do jogo contra o Bragantino para quinta-feira, às 21 horas, no Pacaembu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.