EFE
EFE

Não sou substituto do Xavi, diz Arda Turan, meia do Barcelona

Jogador turco, porém, só poderá jogar partidas oficiais em janeiro

REUTERS

10 de julho de 2015 | 10h11

O novo meia do Barcelona, Arda Turan, não tem a intenção de tentar ocupar o lugar da lenda do clube catalão, Xavi, que deixou o time para jogar no Catar. O capitão da seleção turca se juntou ao Barcelona nesta semana após quatro temporadas no Atlético de Madrid, embora o jogador de 28 anos não possa jogar partidas oficiais até janeiro, por causa de uma punição da Fifa imposta ao Barça para registrar jogadores.

"Estou aqui para dar o meu melhor e ajudar o time, não para substituir Xavi, que é insubstituível", disse Arda durante entrevista coletiva em sua apresentação, nesta sexta-feira. "Ele é uma figura única não só no Barcelona, mas como um ícone do futebol mundial", acrescentou.

Quando a punição acabar, Arda enfrentará uma competição difícil para conseguir um lugar no time titular do técnico Luis Enrique, que ganhou a tríplice coroa na temporada passada: Liga dos Campeões, Liga da Espanha e Copa do Rei. Arda é um jogador de estilo parecido com o do capitão Andrés Iniesta, enquanto o meio-campo do Barcelona inclui ainda opções como Ivan Rakitic, Sergio Busquets, a promessa Sergi Roberto e o brasileiro Rafinha.

"Posso jogar melhor ou pior, mas sempre tento fazer o meu melhor. Minha vida sempre foi uma luta e quero ganhar tudo... Estou no melhor time, melhor estádio, vou jogar com os melhores jogadores", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.