'Não tem nada certo ainda, temos de acreditar até o final', diz Nenê no Vasco

Lanterna do Campeonato Brasileiro, o Vasco está cinco pontos atrás do Avaí, hoje o primeiro time fora da zona de rebaixamento, a apenas cinco rodadas do término da competição. Mas, apesar do alto risco de queda para a Série B, o meia Nenê ressaltou a importância de a equipe se manter confiante nesta reta final do torneio. Os vascaínos já se viram em situação bem pior na área de descenso da tabela de classificação, e até por isso o experiente jogador de 34 anos acredita que é possível superar o Palmeiras neste domingo, às 17 horas, no Allianz Parque, e assim iniciar uma arrancada para permanecer na elite nacional.

Estadão Conteúdo

06 Novembro 2015 | 10h16

"A comissão técnica soube trabalhar bem e nos devolveu a confiança. Nos jogadores abraçamos a causa, até porque sabíamos da nossa qualidade. Só não estávamos colocando em prática. O grupo tem grande potencial e matematicamente, como não tem nada certo. Por isso, temos que acreditar até o final e a cada jogo, a cada treinamento, buscar sempre a excelência", afirmou Nenê, em entrevista ao site oficial do Vasco.

O atleta também enfatizou que "às vezes as coisas não dão certo, mas obstáculos sempre existiram". "Temos que continuar com esse pensamento positivo. Todo mundo está com a mesma disposição e almeja encerrar o ano de uma forma feliz", completou.

A confiança do técnico Jorginho na reação vascaína nesta reta final do Brasileirão também foi exaltada por Nenê, com a experiência de quem atuou no exterior por mais de uma década, sendo que no período passou com sucesso por Monaco e Paris Saint-Germain no futebol francês. Ex-Palmeiras e Santos, ele também vestiu as camisas de Mallorca, Celta, Espanyol e West Ham no futebol europeu e agora espera poder ser decisivo na luta do Vasco contra o rebaixamento.

"A semana de trabalho tem sido muito boa. No começo dela, o professor Jorginho falou bastante conosco sobre a nossa situação no Brasileiro. Nos disse que precisamos seguir acreditando e se dedicando da mesma maneira. É dessa forma que estamos fazendo", destacou o jogador.

Mais conteúdo sobre:
futebol Vasco Nenê Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.