Filipe Araujo/AE
Filipe Araujo/AE

'Não tenho dúvida de que foi pênalti', diz Ronaldo

O volante Elias também acredita que o árbitro Sandro Meira Ricci fez uma boa atuação

AE, Agência Estado

13 de novembro de 2010 | 22h44

Depois de bater o polêmico pênalti que resultou no gol que assegurou a vitória do Corinthians sobre o Cruzeiro, por 1 a 0, no Pacaembu, neste sábado, e deixou o time paulista na liderança do Campeonato Brasileiro, o atacante Ronaldo afirmou ter certeza de que foi derrubado pelo zagueiro Gil no lance que originou a marcação da penalidade pelo árbitro Sandro Meira Ricci.

Veja também:

link Corinthians bate Cruzeiro por 1 a 0 e assume a liderança

Na jogada, o Fenômeno recebe um tranco por trás de Gil e se aproveitou para cair na grande área. Ainda no gramado após o duelo, ao ser questionado se o juiz do Distrito Federal acertou em sua decisão, o craque respondeu: "Sem dúvida. Recebi um contato forte por trás e não tenho dúvida nenhuma de que foi pênalti".

Em seguida, Ronaldo festejou o fato de ter conquistado uma vitória sobre um rival direto na briga pelo título. "O Cruzeiro tem um time muito ofensivo, cheio de jogadores velozes... Foi fundamental a raça e o apoio da nossa torcida. Era importantíssimo conseguir os nossos resultados e depois secar os adversários, mas nós temos de pensar nos nossos (resultados)", reforçou.

O volante Elias, por sua vez, também acredita que o árbitro da partida fez uma boa atuação. "O juiz foi bem e está de parabéns. É o primeiro jogo que ganhamos com ele apitando. Ele apitou o jogo contra o Internacional (no Beira-Rio), quando eles (do time gaúcho) ganharam com um gol no último minuto. Não tem essa de favorecimento", opinou, em entrevista para o canal ESPN Brasil.

O Corinthians ainda tem três confrontos pela frente no Campeonato Brasileiro. Nas rodadas finais, pega Vitória (fora), Vasco (casa) e Goiás (fora). (Com Rafael Vergueiro)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.