Não vejo a hora de jogar, diz Jardel

O atacante Jardel, 30 anos, chegou com uma hora de antecedência ao estádio do Morumbi, para assistir ao clássico Palmeiras e Corinthians. E provou que, além de esperança de gols para a torcida alviverde, já deu sorte ao novo clube. ?Queria estar lá dentro do campo. Não vejo a hora de atuar pelo Palmeiras. Estou muito feliz por voltar ao Brasil depois de oito anos na Europa?, disse Jardel.Acompanhado da ex-mulher Karen e do procurador Luís Augusto, Jardel estava deslumbrado em pisar pela primeira vez no Morumbi. ?Nunca tinha entrado aqui, estou sendo bem acolhido?, falou.Só não estava muito à vontade para dar entrevistas. ?Só fala coisas positivas de mim, hein? Se começar a falar mal, não falo mais com você?, pedia. O jogador só se abriu depois de muita insistência, uma vez que a diretoria do clube não queria que ele comentasse nada antes da entrevista coletiva, que será realizada hoje.Antes de o jogo começar, Jardel bem que tentou entrar no vestiário do Palmeiras para desejar boa sorte ao time. Mas foi barrado pelos seguranças. ?Queria ter visto os meus novos companheiros, mas não deu.?Jardel chegou sábado da Inglaterra, onde atuava pelo Bolton. E estava bastante cansado. ?A viagem foi cansativa e estou na correria vendo papelada e cuidando da mudança.?Também não teve tempo de ver apartamento e está hospedado em um flat próximo ao Palmeiras, juntamente com a ex-mulher e os filhos Jardel, de 7 anos e Victoria, de 5. ?Apesar de ser minha ex-mulher, somos amigos e ela tem me ajudado aqui.?A saudade da família foi um dos motivos que o fizeram voltar ao Brasil. No celular, Jardel tem até uma foto com os dois filhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.