Marco Bertorello / AFP
Marco Bertorello / AFP

Napoli anuncia contratação de Gattuso para substituir Ancelotti

Ex-volante revela que havia sido procurado pelo presidente do clube italiano no sábado e foi aconselhado pelo antecessor

Redação, Estadão Conteúdo

11 de dezembro de 2019 | 19h22

Um dia após demitir de forma surpreendente o técnico Carlo Ancelotti, a diretoria do Napoli anunciou nesta quarta-feira a contratação de Gennaro Gattuso. Em sua apresentação ao clube italiano, o ex-meio-campista revelou que fora procurado pelo presidente do Napoli, Aurelio De Laurentiis, no domingo.

Curiosamente, Gattuso vai substituir seu ex-treinador. Num período de oito dos 13 anos em que esteve no Milan, o então jogador fora comandado por Ancelotti na beira do gramado. "Não foi fácil nos últimos dias porque eu precisava esclarecer tudo com Carlo. Mas Carlo provou que segue me tratando como um pai para mim. Ele sempre me ajudou em momentos difíceis e hoje pela milésima vez tive a confirmação de que ele é um homem esplendido", declarou o novo treinador do time de Nápoles.

Ancelotti foi demitido em situação incomum na terça. Poucas horas após o Napoli golear o Genk por 4 a 0 e obter a vaga nas oitavas de final da Liga dos Campeões, a diretoria do clube surpreendeu ao anunciar sua demissão. Antes da goleada, o time vinha de uma sequência negativa de nove jogos sem vitória: sete pelo Campeonato Italiano e dois pela própria Liga dos Campeões.

"Ele me deu alguns conselhos sobre como eu posso ajudar o time. Mas eu peço a vocês [jornalistas]: não façam comparações entre eu e Ancelotti porque ele ganhou tudo, enquanto eu sou apenas um jovem treinador, com apenas 41 anos. Eu espero apenas ganhar 10% de tudo o que ele ganhou em sua carreira", declarou Gattuso.

Jogador de sucesso, Gattuso ainda busca maior experiência como treinador, carreira que iniciou em 2013. Ele deixou o Milan no fim da temporada passada em acordo com a diretoria do clube italiano. Antes passou por clubes menores, como Sion, da Suíça, e Palermo, também da Itália.

Com a contratação de Gattuso, o Napoli indica que pretende dar uma chacoalhada no vestiário, principalmente após rumores de indisciplina e falta de empenho dos jogadores nas últimas semanas. Diante da má fase da equipe, o presidente chegou a impor um maior período de concentração aos jogadores antes da partida contra o Genoa, pelo Campeonato Italiano. Ancelotti aceitou, mas criticou a decisão em entrevista coletiva.

Vindo do vice-campeonato italiano, na temporada passada, o Napoli ocupa apenas o sétimo lugar da tabela, com 21 pontos, 17 atrás da líder Inter de Milão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolNapoliGattusoCarlo Ancelotti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.