Alessandra Tarantino/AP
Alessandra Tarantino/AP

Napoli bate Borussia e Arsenal supera o Olympique pela Liga dos Campeões

Com vitórias por 2 a 1, italianos e ingleses lideram o Grupo F da competição europeia

AE, Agência Estado

18 de setembro de 2013 | 18h00

NÁPOLES - Não poderia ser melhor a estreia do Napoli na Liga dos Campeões da Europa. Com o apoio de sua fanática torcida que lotou o estádio San Paolo, em Nápoles, nesta quarta-feira, o time italiano derrotou o Borussia Dortmund, atual vice-campeão do torneio continental, por 2 a 1, pela primeira rodada do Grupo F. Pelo mesmo placar, na França, o Arsenal bateu o Olympique de Marselha.

Com as mesmas campanhas, Napoli e Arsenal lideram a chave e se enfrentam na próxima rodada, marcada para o dia 1.º de outubro, no Emirates Stadium, em Londres. Na pré-temporada, também na capital inglesa, as equipe ficaram em um empate por 2 a 2. No mesmo dia, na Alemanha, Borussia Dortmund e Olympique de Marselha duelarão pelos primeiros pontos na Liga dos Campeões.

Depois da boa campanha que fez na competição há duas temporadas - eliminou o Manchester City na fase de grupos e caiu diante do Chelsea, nas oitavas de final -, o Napoli voltou à Liga dos Campeões em grande estilo. Com novo técnico, o espanhol Rafa Benítez, e contratações do quilate de Higuaín, Pepe Reina e Albiol, o time italiano mostrou força diante do Borussia Dortmund.

O clube alemão até dominou os primeiros minutos com seu toque de bola, mas o Napoli exerceu forte pressão no ataque e conseguiu o primeiro gol aos 29 minutos. Zúñiga cruzou da esquerda e, bem colocado na segunda trave, Higuaín cabeceou para baixo no canto esquerdo de Weidenfeller. O goleiro alemão ainda seria o protagonista do primeiro tempo ao ser expulso, pouco antes do intervalo, por tocar com a mão fora da área em um contra-ataque que parecia ser mortal do centroavante argentino do time italiano.

Mesmo com um jogador a menos, o Borussia Dortmund foi melhor no início da segunda etapa e deu trabalho para Reina, que teve que fazer ao menos três defesas. Mas aí apareceu o talento do jovem Lorenzo Insigne, aos 22 minutos. Em cobrança de falta perfeita da intermediária, o atacante do Napoli colocou a bola no ângulo esquerdo alto do goleiro Langerak e comemorou o segundo gol.

Com a vantagem confortável, o time da casa se encolheu e permitiu boas chances do rival. Em uma delas, já aos 42 minutos, Zúñiga tentou cortar um cruzamento da esquerda e mandou a bola contra as próprias redes, dando esperanças para o Borussia Dortmund, que ainda buscou o empate, mas não teve forças para isso.

Na França, o Arsenal não se importou em jogar no estádio Velodrome, em Marselha, e conseguiu a vitória no segundo tempo. O atacante Walcott abriu o placar, aos 20 minutos, e Ramsey ampliou a vantagem aos 34. O time francês ainda conseguiu descontar em uma cobrança de pênalti batida por Ayew, já aos 48.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.