Carlo Hermann / AFP
Carlo Hermann / AFP

Napoli empata aos 44, vira aos 48 e mantém perseguição à líder Juventus

Time do sul da Itália está a quatro pontos de distância da líder, e conta com confronto direto para alcançar o título

Estadão Conteúdo

08 de abril de 2018 | 12h22

O Napoli conseguiu neste domingo uma dessas viradas de enlouquecer o torcedor. O time perdia a partida em casa para o Chievo Verona por 1 a 0 até os 44 do segundo tempo. No último minuto, Milik deixou tudo igual. E nos acréscimos, aos 48, Diawara aproveitou um bate-rebate na área para decretar a virada por 2 a 1.

+ Inter de Milão perde para Torino e fica ameaçado de deixar o G4 do Italiano

+ Fiorentina ganha da Roma e encosta no Milan na luta por vaga na Liga Europa

O resultado mantém o Napoli vivo na briga pelo título do Campeonato Italiano. A heroica vitória levou a equipe para os 77 pontos, em segundo lugar, a quatro de distância da líder Juventus, faltando sete rodadas para o término da competição

O Chievo ia conseguindo uma importante vitória na luta contra o rebaixamento. Mas a derrota da equipe complica o time, que tem 29 pontos, em 15º lugar, a apenas dois de distância do Crotone, que ocupa o 18º lugar e abre o grupo do descenso.

As equipes voltam a campo no próximo final de semana pela 32ª rodada do Campeonato Italiano. O Chievo Verona jogará no sábado contra o Torino, que vem de três vitórias consecutivas. O Napoli terá o clássico contra o Milan, no domingo, fora de casa.

No duelo deste sábado, o Napoli entrou em campo pressionado pela vitória da Juventus sobre o Benevento por 4 a 2 no sábado. E demonstrou bastante nervosismo para chegar ao gol. No primeiro tempo, criou poucas chances.

Na etapa final, de maneira desorganizada, passou a buscar mais o ataque. Mertens desperdiçou uma cobrança de pênalti aos nove. E em uma saída de bola errada do Napoli, Stepinski aproveitou a zaga desarrumada e acertou belo chute de fora da área para abrir o placar.

Se já estava difícil no 0 a 0... O Napoli passou a alçar as bolas na área em busca do empate. Também reclamou de um pênalti não marcado, após um toque de mão do zagueiro adversário dentro da área. O árbitro mandou seguir.

A luz no fim do túnel surgiu aos 44 minutos, quando Milik apareceu na segunda trave para desviar de cabeça e deixar tudo igual. O gol acordou os torcedores, que passaram a empurrar a equipe. E houve tempo para a virada. Aos 48, após cobrança de escanteio, a bola sobrou na área para Diawara, que teve calma para dominar e bater colocado no canto aposto do goleiro adversário: 2 a 1.

OUTROS JOGOS

Também neste domingo duas equipes que estão na zona de rebaixamento venceram seus jogos. O Crotone bateu o Bologna por 1 a 0 e agora tem os mesmos 27 pontos do SPAL, o 17º colocado e primeira equipe fora da degola. Simy marcou o gol do jogo.

O Hellas Verona, penúltimo colocado, derrotou o Cagliari pelo mesmo placar, graças ao gol do brasileiro Romulo, ex-Cruzeiro e ex-Atlético-PR. O resultado levou a equipe aos 25 pontos na 19ª colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.