Filippo Monteforte/AFP
Filippo Monteforte/AFP

Napoli vence Juventus e é campeão da Copa da Itália

Campeão italiano cai frente ao ex-time de Maradona, que venceu um campeonato pela última vez em 1987

AE, Agência Estado

20 de maio de 2012 | 18h26

ROMA - O Napoli venceu a Juventus por 2 a 0, neste domingo, no Estádio Olímpico de Roma, e garantiu o título da Copa da Itália. Com gols de Cavani e Hamsik, ambos no segundo tempo, a equipe do sul do país levantou o troféu da competição pela quarta vez em sua história.

Foi a primeira conquista do time napolitano no torneio desde 1986/1987, quando ainda era liderado pelo argentino Diego Maradona. Os outros títulos foram em 1961/1962 e 1975/1976. Nas últimas duas decisões em que esteve presente, no entanto, a equipe havia sido derrotada: pela Sampdoria, em 1988/1989, e pelo Vicenza, em 1996/1997.

O título ainda confirma a recuperação do Napoli, que depois de ótimas temporadas no fim da década de 1980 e início da década de 1990, chegou a ser rebaixado para a terceira divisão, mas voltou a figurar entre os grande do país nos últimos anos.

Neste domingo, o Napoli chegou ao primeiro gol apenas no segundo tempo, depois que a zaga da Juventus saiu jogando errado e o goleiro Marco Storari precisou derrubar Ezequiel Lavezzi dentro da área. Pênalti que o uruguaio Cavani bateu para abrir o placar.

A Juventus partiu para cima, colocou o atacante Vucinic e o meia Pepe em campo, mas cedeu espaços para o adversário, que conseguiu o segundo gol e matou o jogo. Em contra-ataque rápido armado por Pandev, Hamsik finalizou sem chance para Storari e definiu o marcador.

Pelo lado da equipe de Turim, ficou a tristeza por não conseguir se isolar como maior vencedor da competição - tem nove títulos, como a Roma. Além disso, os torcedores viram um dos maiores ídolos do clube em todos os tempos, Del Piero, se despedir com uma derrota, após 19 temporadas.

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    futebolCopa da ItáliaNapoliJuventus

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.