Nascem as gêmeas de Rogério Ceni

Nesta segunda-feira, primeiro dia de férias, o goleiro Rogério Ceni conheceu as "duas grandes vitórias" de sua vida: as filhas gêmeas Beatriz e Clara, que nasceram no Hospital São Luiz, em São Paulo (SP). "Estou muito contente, é uma sensação diferente, inigualável. Elas são lindas, rosinhas, não têm o nariz feio do pai", brincou Ceni.O pai espera que suas filhas o inspirem a ganhar títulos na próxima temporada. "Não estou totalmente realizado, porque quero conquistar muitos títulos." E as chances de não serem são-paulinas? "Zero", respondeu. Para o obstetra Luiz Carlos Bueno Ferreira, "uma será corintiana".Ano que vem, Ceni deve se tornar o jogador que mais vezes vestiu a camisa do São Paulo. Faltam apenas 25 jogos para que iguale a marca do ex-goleiro Valdir Perez (597 contra 572). O fato será mais comemorado se vier com um título. Ceni sonha com a Libertadores. "Foi um ano frustrante em relação a título. De bom, ficou a vaga para a Libertadores. Foi triste não chegar à final. O time está se reerguendo e estará forte para a conquista do título." Nesta segunda-feira, o tempo foi pouco para ficar com as filhas e a mulher, Sandra. "Não tive muito tempo para pegá-las no colo, mas é mais fácil que pegar um pênalti." Já a tarefa de trocar fraldas.... "Falei para Sandra que essa parte eu pulo. Posso até cortar as unhas, dar banho, mas trocar fralda, não."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.