Gustavo Cunha/Divulgação
Gustavo Cunha/Divulgação

Natal recebe reunião sobre planos operacionais da Copa do Mundo

Representantes do governo e do comitê local discutem ações de segurança, saúde e mobilidade

Agência Estado

30 de janeiro de 2014 | 16h21

NATAL - Natal recebeu nesta quinta-feira a primeira da série de reuniões de trabalho sobre os planos operacionais para a Copa do Mundo, que vão passar por seis sedes do evento - todas que não foram utilizadas na Copa dos Confederações no ano passado. No encontro, com a participação das três esferas de governo e do Comitê Organizador Local (COL), foram discutidas diversas medidas para "integração e alinhamento das ações" em áreas como mobilidade urbana, segurança, aeroportos, hospedagem e receptivo turístico, saúde e vigilância sanitária, cultura, meio ambiente, telecomunicações e energia, comunicação e voluntariado.

"Natal foi escolhida por ser a primeira das seis cidades a entregar o estádio para a Copa do Mundo em 2014 (a Arena das Dunas foi inaugurada na semana passada). Essas reuniões examinam a execução dos planos operacionais. Tudo aquilo que demandar serviço público é preciso uma união do governo federal, o governo do Estado e a prefeitura, para que integrem as equipes e os serviços. Em cada um desses serviços predomina a presença de um ente federativo", afirmou o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, durante o encontro.

"Além de uma arena belíssima e à altura da tradição dos times locais, a Copa do Mundo já antecipou um legado importante para a segurança pública aqui no Rio Grande do Norte, que é o centro integrado de comando e controle. É uma obra que se antecipa nos benefícios da população do Estado e da cidade de Natal. O centro integra não apenas a área de segurança, mas o Samu e o Corpo de Bombeiros", disse o ministro. "Esse legado também deixará 370 câmeras, que estão sendo instaladas em vários pontos da cidade para melhorar a segurança da população, não apenas durante a Copa", acrescentou a governadora do RN, Rosalba Ciarlini.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.