Náutico afasta jogador mulherengo

O Náutico anunciou, nesta quinta-feira, o afastamento do atacante Almir Sergipe, de 20 anos, e do juvenil Dalvan, de 16. O atacante tentou colocar quatro mulheres no alojamento dos jogadores no domingo passado. Segundo os vigilantes da concentração, Almir, que já teve outros casos de indisciplina, foi surpreendido quando tentava entrar com as ?amigas? no alojamento. Não contente com a proibição, Almir chamou Dalvan, seu companheiro de quarto, para escalar um muro e sair, mas os dois caíram e fizeram muito barulho, quebrando algumas lâmpadas. O técnico Roberto Cavalo disse que não trabalha mais com o jogador. ?Não admito atos de indisciplina?, falou. No começo do ano, Almir havia discutido com torcedores. Depois, desapareceu do clube durante várias semanas. ?Ele estava irritado porque não era escalado e, para evitar problemas, demos um mês de descanso a ele. Quando voltar, vamos estudar a possibilidade de negociá-lo com outro clube?, tentou aliviar, na época, o presidente do clube, Ricardo Valois. O Náutico, já classificado para a outra fase da Série B, enfrenta o Marília, neste sábado, no interior de São Paulo, apenas para cumprir tabela.

Agencia Estado,

13 de outubro de 2005 | 18h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.