Náutico cobra vaga da CBF na Justiça

Depois do Remo, o Náutico é o mais novo clube a cobrar da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na Justiça comun, sua inclusão na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. O secretário municipal de Assuntos Jurídicos da prefeitura de Recife, Maurício Rands, impetrou uma ação cível pública, contra a entidade, com o objetivo de resguardar os interesses da equipe pernambucana. Na ação, o secretário alegou que o Botafogo-SP, que está incluído na primeira divisão do Brasileiro deste ano, terminou a disputa do módulo amarelo da Copa João Havelange, em uma posição inferior a do Náutico, na tabela de classificação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.