Náutico e Marília se enfrentam de novo

O Náutico recebe o Marília, neste sábado, às 16 horas, na estréia de ambos na segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série B, no Estádio dos Aflitos, em Recife (PE). Pelo terceiro ano consecutivo estes times se enfrentam nesta fase da competição.E o time paulista chega com o retrospecto favorável. Em 2003 e 2004, os dois estavam no mesmo grupo e o Marília venceu as duas partidas. Na primeira fase desta temporada o time do interior também teve melhor desempenho, classificando-se em segundo lugar, contra sétimo do Náutico. Em contrapartida, quando se enfrentaram, a equipe pernambucana levou vantagem e venceu por 2 a 1, em Pernambuco.Durante a semana o Marília concentrou-se na cidade de Porto Feliz - próxima a Itu (SP). O técnico Wladimir Araújo afastou o time da agitação e também escondeu a escalação. A precaução justifica-se quando ele fala do equilíbrio que acredita existir entre as quatro equipes do Grupo B, que ainda contra com Guarani e Portuguesa. "Vamos marcar forte e não dar espaço. Todo jogo agora é uma decisão e a determinação do grupo será fundamental para termos êxito. Agora é o momento em que não se pode mais errar", diz o técnico. O principal mistério está no ataque. Com o retorno do volante Jéfferson, Marcelo Rosa e Anaílson são opções para a vaga no meio; Róbson e Chico Marcelo são as alternativas para formar dupla com Ricardinho no ataque. O zagueiro Gian também retorna. O único desfalque é o lateral-direito Luizinho Netto, que cumpre suspensão pelo terceiro cartão amarelo recebido e será substituído por Jorginho.No Náutico, o técnico Roberto Cavalo não se preocupou tanto em esconder os titulares. O lateral-esquerdo Aldivan retorna após cumprir suspensão e deve retomar o lugar de Ademar. No ataque, Paulo Matos, com uma contusão na coxa direita, deve sair para entrada de Betinho. "Nesse momento do campeonato, a conversa é mais importante do que treino. Acho que o grupo que se gostar mais vai levar vantagem no quadrangular", comentou o atacante Romualdo, um dos líderes do elenco. A torcida está animada, tanto que a diretoria espera o apoio de cerca de 20 mil torcedores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.