Náutico, embalado, aposta no sucesso

Ao contrário do Santa Cruz, que vem fazendo uma campanha positiva e regular no Brasileiro da Série B, o Náutico só tomou fôlego no desenrolar do campeonato. Das duas primeiras rodadas da competição, somente um jogador se mantém no time ? Batata, o capitão.O técnico Roberto Cavalo ? o terceiro a ser testado pelo time neste ano ? foi contratado em abril e formou um novo grupo que agora não pensa em perder a chance de voltar para a Primeira Divisão. De preferência ao lado do outro pernambucano, o Santa Cruz.?Fizemos uma campanha crescente a estamos credenciados para conquistar uma vaga?, diz o diretor de futebol Rubens Barbosa. Ele confia no grupo, cujo eixo é formado por jogadores maduros e experientes ? a exemplo do próprio Batata (ex-Corinthians), Cleisson (ex-Cruzeiro), Romualdo (ex-Gama) e Danilo (que já passou pelo Náutico, Fortaleza e Corinthians) ? ao lado de atletas jovens, cheios de gás, como Betinho (18 anos) e Ademar (22), ambos da casa, Paulo Matos (20), de São Paulo, e Davi (21), do Paraná.Mais antigo clube pernambucano, o Náutico tem 104 anos, detém o título ? único ? de hexacampeão estadual e há 11 está fora da primeira divisão. Como todos os concorrentes, o Náutico se dispõe a ganhar os jogos realizados em casa e pelo menos empatar nos fora de casa, como no próximo sábado, contra o Grêmio, em Porto Alegre.

Agencia Estado,

17 de outubro de 2005 | 17h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.