Náutico luta em Belo Horizonte para deixar a lanterna

Lanterna do Brasileirão, com apenas quatro pontos em seis rodadas, o Náutico tem uma missão bastante complicada neste domingo, quando visita o Cruzeiro, a partir das 18h30, no Mineirão, em Belo Horizonte. Apesar do adversário difícil e de jogar fora de casa, o time pernambucano mostra confiança de que pode sair da última colocação.

ANGELA LACERDA, Agência Estado

14 de julho de 2013 | 07h33

"Temos que jogar compactados, fechando os espaços e neutralizando as principais jogadas do Cruzeiro. Um time qualificado como o Cruzeiro você tem que marcar em cima. Já sei que tem gente lá que não gosta de marcação individual. Então, vamos agrupar o máximo para impedir a subida dos laterais e dos volantes. Vamos aliar a audácia à prudência", avisou o técnico Zé Teodoro.

Para ajudar nessa missão, Zé Teodoro conta com a estreia de dois reforços recém-contratados: o goleiro Ricardo Berna e o atacante uruguaio Olivera. "Coloquei-me à disposição. Lutei muito para chegar esse momento porque confio no projeto do Náutico", avisou o novo camisa 1 do time pernambucano, que veio do Fluminense, onde era reserva de Diego Cavalieri.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoNáutico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.