Náutico mostra confiança para desbancar o líder da Série A

O jogo mais duro da competição. Foi assim que o técnico Geninho definiu o duelo que o Náutico terá nesta segunda-feira, quando enfrenta o líder Palmeiras, a partir das 16 horas, no Estádio dos Aflitos, em Recife. Preso na zona de rebaixamento do Brasileirão, o time pernambucano precisa da vitória em casa, diante do poderoso rival, para manter a esperança de evitar a queda para a Série B.

MÔNICA BERNARDES, Agência Estado

12 de outubro de 2009 | 08h43

Veja também:

linkDesfalcado, Palmeiras tenta ampliar vantagem

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O Náutico soma 26 pontos, em 18º lugar. E, em caso de derrota nesta segunda-feira, ficará muito difícil para escapar do rebaixamento. Por isso, a ordem é surpreender o líder. "Temos consciência de nossas dificuldades, mas acreditamos que uma vitória contra o Palmeiras é possível e sabemos que isto teria um significado muito importante na luta contra o rebaixamento", disse Geninho.

Enquanto o Palmeiras tem inúmeros desfalques, Geninho conta com a volta de cinco jogadores que cumpriram suspensão na rodada passada: o lateral-esquerdo Michel, o volante Derley, o atacante Carlinhos Bala e os zagueiros Cláudio Luiz e Márcio. Além disso, o meia Bruno Mineiro parece estar recuperado das dores musculares e, segundo os médicos do clube, também deve jogar nesta segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroNáutico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.