Divulgação
Divulgação

Náutico pode ser rebaixado para a Série B na próxima rodada do Brasileirão

Lanterna do torneio confirma queda se perder para o Atlético-MG, fora de casa, no sábado

Felipe Resk, especial para o Estado, O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2013 | 17h10

SÃO PAULO - Com 22 derrotas e apenas 17 pontos conquistados, o Náutico pode ser matematicamente rebaixado no próximo confronto do Campeonato Brasileiro. Seria o primeiro time a cair. Lanterna desde a 12ª rodada, a  equipe pernambucana perdeu as últimas seis partidas. Se voltar a tropeçar contra o Atlético-MG em Belo Horizonte, sábado, confirma sua morte anunciada. Em Pernambuco, o tom de discurso de atletas, dirigentes e comissão técnica é de resignação. Tanto que o Náutico busca antecipar o planejamento da próxima temporada, já reduzindo o contrato de alguns atletas, caso do argentino Diego Morales, e indicando quais outros devem permanecer no clube para a Série B. A matemática condena o Náutico. Especialistas nessas contas, como o site Chance de Gol, o risco de rebaixamento do Náutico é de "quase 100%". Já o Infobola aponta uma probabilidade ligeiramente mais “otimista”: 99% de o time atuar na Série B de 2014.

AMEAÇADOS

Completando a zona de rebaixamento do Brasileirão, Criciúma, Vasco e Ponte Preta também passam por situação complicadas. Com 32 pontos, a equipe de Santa Catarina é vice-lanterna e apresenta 63,6% (Chance de Gol) ou 73% (Infobola) de chance de cair.  Já o time comandado por Dorival Júnior tem 75% ou 71% de ser rebaixado, de acordo com os mesmos analistas, enquanto que o risco da Ponte de cair é de 83,2% ou 71%. Vasco e Ponte Preta têm 33 pontos.

Próximos à região da degola, Fluminense e Bahia precisam manter o sinal de alerta ligado. Esses dois clubes ainda correm perigo. De acordo com o Chance de Gol, o tricolor carioca ainda tem 22,7% de chance de ser rebaixado para a Segundona. O risco sobe para 35% baseado nas estatísticas do Infobola. Por sua vez, no Bahia, as probabilidades são de 43,8% e 31%.

Portuguesa, Coritiba, Corinthians, Flamengo, Internacional, São Paulo e Santos também apresentam possibilidades matemáticas de cair para a Segunda Divisão. No entanto, o risco de qualquer um desses clubes é inferior a 10%.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolNauticoBrasileirão 2013

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.