Náutico será julgado amanhã no STJD

A derrota em casa para o Vila Nova não deve ser o único golpe que o Náutico deve receber esta semana. Nesta terça-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julga o caso em que o Joinville pede os pontos do jogo em que foi derrotado pelo time pernambucano por 4 a 3, ainda na primeira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.Na ocasião, o lateral-esquerdo Marcos Lucas teria jogado sem que seu nome estivesse no BID (Boletim Informativo Diário) do Náutico, e sim do Americano-RJ, seu último clube, o que o impossibilitaria de estar em campo pelo time pernambucano.Caso o STJD dê vitória ao Joinville, os catarinenses chegariam aos 11 pontos e deixariam a zona de rebaixamento para o Gama. Já o Náutico cairia da terceira para a décima posição da Série B, com 16 pontos.A maior possibilidade é que o time pernambucano perca os três pontos do jogo, mas se mantenha com a vitória para os critérios de desempate em caso de um outro time ameaçar a sua classificação. Neste ano mesmo, uma situação idêntica aconteceu na Série A do Brasileiro. A Ponte Preta perdeu os pontos dos jogos contra Inter-RS e Juventude por escalar de forma irregular o volante Roberto, expulso na última rodada do campeonato de 2002.

Agencia Estado,

07 de julho de 2003 | 16h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.