Divulgação
Divulgação

Náutico tenta devolver atacante Maikon Leite, mas Palmeiras veta

Lanterna do Brasileirão tenta reformular a equipe e quer cancelar empréstimo do jogador

DANIEL BATISTA, Agência Estado

19 de setembro de 2013 | 13h09

SÃO PAULO - Com o rebaixamento praticamente sacramentado, a diretoria do Náutico começa a pensar na reformulação da equipe e por isso alguns jogadores já estão sendo dispensados. O atacante Maikon Leite entra na lista, mas o jogador do Palmeiras vive uma situação curiosa. O clube pernambucano quer devolvê-lo, mas o time paulista se recusa a aceitá-lo.

Maikon Leite tem contrato de empréstimo om o Náutico até o fim do ano e seu vínculo com o Palmeiras termina em junho de 2016. O clube pernambucano paga parte de seu salário - que gira em torno de R$ 150 mil - e quer liberá-lo pelo fato dele não estar correspondendo como esperado. O jogador fez oito jogos e marcou apenas um gol, justamente na estreia, contra o Internacional.

O diretor de futebol do Náutico, Lúcio Surubim, está em São Paulo com a delegação que enfrenta a Portuguesa nesta quinta-feira, no Canindé. O dirigente aproveita a viagem para tentar convencer os palmeirenses a aceitar o atacante de volta. Outro jogador do Palmeiras que está no clube pernambucano é o meia Tiago Real, mas ele é titular e, pelo menos por enquanto, não aparece na lista dos possíveis dispensados.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasMaikon LeiteNáutico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.