Náutico vence e deixa Vasco em situação perigosa

Equipe de São Januário segue perto da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro

AE, Agencia Estado

14 de setembro de 2008 | 18h38

O drama do Vasco aumentou neste domingo no Campeonato Brasileiro com a derrota para o Náutico, por 3 a 1, no Estádio de São Januário. Com o revés, o time carioca segue perto da zona de rebaixamento, com 26 pontos, e terá uma semana de cobrança e forte pressão. Já a equipe pernambucana conseguiu sua primeira vitória sobre o Vasco no Rio e respirou aliviada, já que se afastou um pouco da área de descenso. Soma agora 29 pontos.Veja também: Brasileirão Série A - Classificação Brasileirão Série A - Resultados / Calendário Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoAntes de a bola rolar, o presidente do Vasco, Roberto Dinamite, foi ao gramado de São Januário e deu as boas vindas ao recém-contratado Pedrinho, a quem entregou uma camisa do time cruzmaltino. "Desejo muito sorte para você", disse o dirigente ao apoiador, revelado no clube. Pedrinho entrou no segundo tempo na vaga de Edmundo, porém não evitou mais um tropeço do Vasco na competição. A euforia deu lugar a apreensão assim que a partida começou. O Náutico abriu o placar num erro de saída de bola da equipe carioca. Num rápido contra-ataque, Kuki cruzou e Clodoaldo, se antecipando à marcação, finalizou de primeira e com perfeição: 1 a 0, aos 17 minutos. A torcida, então, perdeu a paciência e passou a vaiar a equipe do Vasco, que sentiu a pressão, mas chegou ao gol de empate aos trancos e barrancos. Leandro Amaral, que retornou ao time depois de um mês sem jogar por causa de contusão de tornozelo direito, fez de cabeça seu sexto gol no Brasileiro. A zaga do Vasco, então, resolveu ''ajudar'' o Náutico. Depois de escorregar, o defensor Jorge Luiz agarrou o atacante Felipe e foi merecidamente expulso, quase no fim do primeiro tempo. "O Vasco estava melhor e levou um gol. Empatou, cresceu na partida e teve um jogador expulso", lamentou Leandro Amaral, no intervalo. As duas equipes foram iguais até a metade do segundo tempo e perderam oportunidades incríveis. Mas a equipe visitante acertou o pé nos 20 minutos finais. Ruy e Felipe fizeram os gols do Náutico, num jogo que terminou com Leandro Amaral como goleiro, por causa da expulsão de Roberto, aos 38 minutos. Ficha técnica:Vasco 1 x 3 NáuticoVasco - Roberto; Marquinho, Jorge Luiz, André e Edu (Johnny); Serginho, Rodrigo Antônio, Madson e Alex Teixeira (Vilson); Edmundo (Pedrinho) e Leandro Amaral. Técnico - TitaNáutico - Eduardo; Vágner Silva, Adriano e Everaldo; Ruy, Ticão, Derley, Valdeir (Geraldo) e Alessandro; Clodoaldo (Felipe) e Kuki (William). Técnico - Roberto Fernandes Gols - Clodoaldo, aos 17; e Leandro Amaral, aos 37 minutos do primeiro tempo. Ruy, aos 36, e Felipe, aos 46 minutos do segundo tempo Cartões amarelos - Serginho, Marquinho, Derley, Ticão e Adriano Cartões vermelhos - Jorge Luiz e Roberto Árbitro - Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP/Fifa)Renda - R$ 116.805,00Público - 10.540 pagantesLocal - Estádio de São Januário, no Rio (RJ)  

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVascoNáutico

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.