Reuters
Reuters

Navas admite chateação com temporada no Real, mas descarta saída

'Esquecido' por Ancelotti, goleiro lamenta falta de chances

Estadão Conteúdo

18 de maio de 2015 | 13h42

Depois de ser um dos destaques da Copa do Mundo e surpreender com a seleção da Costa Rica, Keylor Navas chegou ao Real Madrid como candidato a tirar a titularidade de Casillas. Depois de figurar em alguns jogos do Campeonato Espanhol no início da temporada, no entanto, ele foi esquecido pelo técnico Carlo Ancelotti e teve que se contentar com a reserva. A situação deixou o costa-riquenho chateado, como admitiu ao fazer um balanço desta primeira temporada no clube. 

"Não é porque não saio na imprensa reclamando, que não estou chateado. Queria ter jogado mais. Nunca pensei em ser reserva, então é certo que foi complicado passar por um ano difícil e eu levei da melhor maneira, sendo profissional. Quando joguei, tentei fazer da melhor forma. A atitude e a vontade me ajudaram a seguir adiante", declarou. 

Navas teve mais uma chance para mostrar trabalho no domingo, quando foi titular na goleada por 4 a 1 diante do Espanyol. Apesar do resultado, ele foi bastante criticado pela falha no gol do adversário. Para piorar, o Real estaria muito perto de acertar com De Gea, do Manchester United, para substituir Casillas na próxima temporada, o que deixaria o costa-riquenho mais algum tempo no banco. 

Navas garantiu não se importar com os boatos, prometeu ficar no Real e pediu "respeito" a ele e Casillas. "São rumores aos quais não presto atenção. De momento, há bons goleiros no Real Madrid e merecemos respeito. Minha mentalidade nunca vai mudar, independente de quem estiver competindo comigo. Espero que ano que vem tenha a oportunidade de jogar mais partidas."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.