Neethling e Thiago, destaques da natação

O sul-africano Ryk Neethling, medalha de ouro com a equipe sensação do revezamento 4 x 100 m livre, com recorde mundial, na Olimpíada de Atenas, e o brasileiro Thiago Pereira, são destaques da Superfinal da Copa do Mundo de Piscina Curta (25 metros), de amanhã a domingo, no Minas Tênis, em Belo Horizonte. Os dois nadam nesta sexta-feira as eliminatórias dos 100 m medley, a 15.ª prova do programa de 17, a partir das 17h30. A Copa ainda terá provas sábado (finais, às 9h30, e eliminatórias, às 17h30), e domingo (finais, às 9h30). Thiago Pereira, campeão dos 200 m medley no Mundial de Indianápolis (2004), recordista sul-americano nos 100 m, 200 m e 400 m medley, sempre em piscina curta, de 19 anos, "é candidato ao pódio, mas não a ganhar a prova" dos 100 m medley, segundo o técnico cubano do Minas, Omar González. Acrescenta que nos 400 m, sábado, e nos 200 m, medley, domingo, Thiago disputará o ouro - em Nova York venceu as duas provas, na semana passada. "Após a Olimpíada tirou férias, voltou a treinar, mudou para a Flórida (está treinando em Coral Springs, com o técnico Michael Lohberg)... Mas pelos resultados dele e também porque nada em casa vai disputar ouro." Ryk Neethling, de 28 anos, é o favorito amanhã nos 100 m medley - é o atual recordista mundial, com 51s52. Lidera o ranking da Copa do Mundo com 28 medalhas, 14 de ouro, e deve levar os US$ 50 mil de prêmio por ser o melhor nas nove etapas. Hoje, o técnico do Pinheiros, Alberto Silva, o Albertinho, almoçou ao lado de Nenthling no hotel, em Minas, e conversando com o atleta acha que ele está bem. "Perguntei como se mantém tanto tempo em alta performance." Neethling não parou desde os Jogos de Atenas, em agosto de 2004. "Contou que antes de Atenas treinava para os 1.500 m livre, sempre com muito treino em cima. Ainda está se descobrindo em provas curtas. Não programou bater recordes, mas os resultados vem saindo naturalmente, com treinos de manutenção e descanso", contou. O torneio é patrocinado pelo governo de Minas e foi levado a Belo Horizonte com o apoio do nadador do estilo costas, Rogério Romero, que é subsecretário de Esportes do Estado. A Superfinal reunirá 200 nadadores, dentre eles campeões olímpicos e mundiais, representando 20 países. A competição desse ano teve 9 etapas, desde novembro, em Durban (AFS), Melbourne (AUS), Daejon (COR), Estocolmo (SUE), Berlim (ALE), Moscou (RUS) e Nova York (EUA).

Agencia Estado,

17 de fevereiro de 2005 | 19h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.