Divulgação
Divulgação

Negociação com Moreira fracassa e Palmeiras busca novo lateral-direito

Clube não aceita pagar valor pedido por paraguaios e Medina volta a ter o nome estudado

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2014 | 04h55

SÃO PAULO - O Palmeiras ainda está em busca de um lateral-direito para ser titular. O paraguaio Jorge Moreira era o primeiro da lista, mas seu empresário avisou que o clube está fora da briga para contar com o jogador do Libertad.

“Esperamos por uma posição do Palmeiras até ontem (quarta-feira), mas não tivemos retorno. Não acredito que haverá uma negociação, porque o Brunoro (diretor executivo do clube) não conversou mais com a gente”, disse Paulo Reichardt, empresário que representa o grupo detentor de 50% dos direitos econômicos do atleta. A outra metade é do clube paraguaio.

Em dezembro Brunoro foi a Assunção e ofereceu US$ 600 mil (R$ 1,4 milhão) pelo jogador. O Libertad disse que fecharia o acordo por US$ 1,5 milhão (R$ 3,5 milhões). O dirigente palmeirense ficou de dar um retorno com uma nova proposta, mas não deu.

O Libertad queria negociá-lo, já que ele tem contrato só até dezembro e a partir de junho pode assinar um pré-contrato com outro clube e sair de graça, mas os investidores não querem liberá-lo.

Sem Moreira, o Palmeiras volta a pensar em Medina, do Nacional de Medellín (Colômbia). O time vai começar o Campeonato Paulista com Wendel na posição. O garoto Bruno Oliveira é outra opção. E o meia Serginho está sendo testado no setor.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolMercado da Bola

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.