Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Corinthians 'libera' Ralf: 'Foi bom enquanto durou', diz Andrés

Jogador e clube não se entendem quanto aos valores da renovação

Estadão Conteúdo

30 Novembro 2015 | 19h28

A renovação do volante Ralf com o Corinthians continua emperrada. Nesta segunda-feira, o superintendente de futebol do clube, Andrés Sanchez, afirmou que o time do Parque São Jorge não vai melhorar a sua proposta e ironizou os empresários do atleta, com quem o clube tem divergências.

"Os empresários dele são os melhores do mundo, então temos de tomar cuidado porque são muito bons. O Ralf tem a nossa proposta na mão e não fez uma contraproposta. Se ele aceitar o que o Corinthians ofereceu, tudo bem. Se não, espero que ele seja feliz para onde for", afirmou o dirigente, que participou do da primeira edição da UNEFUT (União Nacional das Entidades do Futebol), em Itu (SP).

Ralf chegou ao Corinthians em 2010 e, por ser o atleta com mais tempo no elenco, foi homenageado pelo técnico Tite com a tarja de capitão no jogo da taça do Campeonato Brasileiro. Ele levantou o troféu, mas as negociações emperraram e ele pode deixar o clube na próxima temporada.

"Foi bom enquanto durou. É um jogador que teve uma grande passagem pelo Corinthians e cravou o nome como ídolo", concluiu Andrés Sanchez, ciente de que o atleta pode ir embora em breve.

Mais conteúdo sobre:
futebol Corinthians Ralf Andrés Sanchez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.