Lucas Uebel/AE - 27/3/2009
Lucas Uebel/AE - 27/3/2009

Negociação emperra e Perea não vai mais para o Palmeiras

Desentendimento sobre dívida entre diretores fez com que o negócio fosse desfeito e ele fica no Grêmio

Juliano Costa, Jornal da Tarde

19 de maio de 2009 | 13h30

A transferência do atacante Perea do Grêmio para o Palmeiras era dada como certa pelos dois clubes, tanto é que o colombiano foi liberado para fazer exames médicos em São Paulo, na segunda-feira. Antes do teste cardíaco nesta terça pela manhã, porém, veio a bomba: um desentendimento entre as duas diretorias fez com que o negócio fosse desfeito.

Veja também:

especial Visite o canal especial do Brasileirão

especial Jogue o Desafio dos Craques

tabela Brasileirão Série A - Classificação e Calendário

especialVisite o canal especial da Libertadores

lista Libertadores - Calendário/Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Perea já voltou para Porto Alegre. O jogador de 25 anos tinha apalavrado um contrato de quatro temporadas com o Palmeiras. A assinatura ocorreria esta tarde, depois do exame cardiológico.

O negócio foi desfeito porque o Grêmio queria que o Palmeiras perdoasse toda a dívida que possui com o clube paulista, estimada em cerca de R$ 8 milhões, referente à volta de Paulo Nunes para o clube gaúcho em 2000. O Palmeiras não concordou, já que ainda seria preciso pagar 15% do negócio ao Bordeaux, da França, ex-clube de Perea.

A proposta do Palmeiras era que apenas parte da dívida total fosse abatida e que o Grêmio arcasse com a parte que cabe ao clube francês. Os diretores gaúchos se revoltaram e resolveram desfazer o negócio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.