Nelsinho aposta fichas no ataque

Dizem que depois da tempestade, sempre vem a bonança. O ditado é velho, mas se encaixa perfeitamente ao atual time do São Paulo. O grupo passou por uma séria crise de relacionamento durante o Campeonato Brasileiro, protagonizada pelos "laranjas-podres" Gustavo Nery, Rogério Pinheiro e Carlos Miguel, que se desentenderam com o técnico Nelsinho Baptista. Dos três atletas, apenas Gustavo Nery permaneceu no clube. Hoje, transformou-se na sensação do Torneio-Rio São Paulo. Mesmo sem estar na liderança da competição - é o quarto colocado com 14 pontos -, a equipe, com suas seguidas goleadas, passou a ser apontada como favorita e servir de base para a seleção brasileira. O técnico Luiz Felipe Scolari convocou quatro jogadores são-paulinos para o amistoso do dia 7, em Cuiabá, contra a Islândia: o goleiro Rogério Ceni, o lateral-direito Belletti, o meia Kaká e o atacante França. Aliás, nem mesmo o descontentamento de Belletti com o banco (ele perdeu o lugar no time titular para Gabriel) conseguiu abalar o grupo. O segredo do sucesso Nelsinho não esconde de ninguém. Ele aposta suas fichas na eficiência do ataque. Até agora, foram 22 gols marcados em sete partidas, o que representa uma média de 3,1 por jogo. Isso só no campeonato regional. Vale lembrar que, na Copa do Brasil, o São Paulo já goleou o Treze, de Campina Grande, por 4 a 1 e, na quarta-feira, despachou o Flamengo, do Piauí, por 5 a 0, em Teresina. O resultado evitou a realização do segundo jogo. Futuro nebuloso - Porém, basta começar a analisar a situação do time a partir do segundo semestre para que dúvidas apareçam. Exatamente o setor responsável pelo bom momento, o ataque, será completamente dizimado. França está com passagem marcada para a Alemanha, onde vai defender o Bayer Leverkusen. Reinaldo tem contrato até o meio do ano e sua volta é aguardada no Flamengo. Já o meia Kaká, é assediado por diversas equipes européias e sua saída do Morumbi é praticamente certa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.