Nelsinho Baptista se anima com recuperação do Corinthians

Técnico corintiano exalta determinação dos jogadores, mas quer conter a euforia por vitoria diante de rival

07 de outubro de 2007 | 18h57

Animado com a primeira vitória do Corinthians sob seu comando, o técnico Nelsinho Baptista exaltou a atitude dos jogadores, que anularam as principais jogadas do São Paulo para acabar com um jejum de 14 jogos.   Veja também: Classificação Calendário / Resultados Vitória no clássico dá moral para o Corinthians fugir do rebaixamento? Derrota para o Corinthians pode abalar o São Paulo na reta final do Brasileirão? Volante corintiano sai desacordado de campo no clássico Vampeta comemora quebra de jejum, mas prega cautela Nelsinho Baptista animado com recuperação do Corinthians Alex Silva diz que o São Paulo 'desrespeitou' o Corinthians Zagueiro Betão diz que choro não foi desabafo Muricy Ramalho diz que empate seria o resultado mais justo   "Quando chegamos ao Corinthians, havia uma preocupação com a bola parada. Fizemos um bom trabalho contra o Sport e o Fluminense, e hoje foi uma prova de fogo, pois o São Paulo tem jogadores altos e não lembro de termos perdido alguma bola lançada à nossa área. Isto mostra que os jogadores fizeram aquilo que foi proposto", disse o treinador.   Sobre o fato de assumir um time na zona de rebaixamento, Nelsinho Baptista deixou claro que sabia dos riscos, mas estava ciente da força de vontade dos atletas. "Quando assumimos este desafio, e eu esperava encontrar muito mais, e encontrei um grupo que está querendo sair desta situação", comentou Nelsinho, que concluiu. "Eu vibrei [com a vitória] porque você vê seu fruto sendo colhido. Se não ganhássemos hoje, ficaríamos ainda mais atrás. O Vasco está com 40 pontos e estamos a três pontos. Temos que continuar a somar pontos para escapar desta situação."   Sobre o fato da vitória sobre o São Paulo trazer uma euforia exacerbada, Nelsinho disse que sabe como controlar os ânimos de seus atletas. "Eu acho que, da mesma forma que nós estávamos contendo os maus resultados, nós vamos conter os bons. Ainda não saímos da zona perigosa. Vamos bater na tecla de que o Corinthians precisa desta determinação mostrada. Eu sempre disse que os três jogos [Sport, Fluminense e São Paulo] seriam os mais difíceis, mas agora temos três finais de semana jogando e, com este tempo, a equipe pode subir ainda mais de produção."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.