Nelsinho descarta largar Ponte Preta

Diante de tantas informações com relação à sua possível saída da Ponte Preta, o técnico Nelsinho Baptista tratou, nesta quinta-feira, de colocar um basta nas especulações. "No momento estou disputando as semifinais da Copa do Brasil e tenho contrato com a Ponte até o final do ano", comentou o técnico que, curiosamente, foi quem indicou Oswaldo Alvarez, o Vadão, para o São Paulo, demitido à tarde.A diretoria da Ponte também não admite a saída do técnico agora. "Já estudamos uma forma de renovar seu contrato até o final de 2002 quando acaba o mandado da atual diretoria", explicou o vice-presidente Marco Eberlim. Nelsinho ganha R$ 75 mil mensais e optou pela Ponte Preta por ficar próximo de sua família, que sempre morou em Campinas.Outro nome cotado em Campinas para assumir a vaga de Vadão é Marco Aurélio, ex-Palmeiras. Agora à noite ele confirmou que não fez nenhum contato com os dirigentes do Morumbi e já avisou que não aceita conversar através de empresários ou procuradores. Tranqüilo, agora à noite, ele foi à missa acompanhado da esposa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.