Nelsinho faz mistério no São Paulo

Há apenas um mês no comando da equipe do São Paulo, o técnico Nelsinho Baptista já vive a expectativa de ganhar a Copa dos Campeões - a decisão contra o Flamengo começa domingo, em João Pessoa - e levar o clube novamente à Copa Libertadores da América, o que não ocorre desde 1994. O treinador já teve uma experiência na Libertadores. Foi há 10 anos, quando ele estava no Corinthians. Mas Nelsinho não teve sucesso na competição e deixou o Parque São Jorge após a competição.Nelsinho revelou que vem trabalhando a cabeça dos jogadores do São Paulo para evitar que eles pensem que a luta para chegar à Libertadores será o fim dos objetivos do clube na temporada. "Se o time ganhar a Copa dos Campeões, vamos pôr o título de lado, como investimento que vai dar lucro, mas em 2002. A vida no clube vai continuar e temos outros compromissos importantes até o fim do ano. Não podemos nos acomodar", avisou o técnico.Depois da a vitória sobre o Coritiba, por 4 a 1, quarta-feira, em Maceió, Nelsinho admite ter entrado no clima da decisão. Ele afirmou que a melhor estratégia nos dias que antecedem a primeira partida contra os cariocas é fazer mistério. "A escalação da equipe? Só pouco antes do jogo. Não sei como vamos armar o esquema. Vamos analisar tudo com calma, os detalhes, e depois chegar à uma conclusão sobre a melhor forma de enfrentar o Flamengo", explicou o treinador do São Paulo, que tinha mandado seu auxiliar Milton Cruz assistir ao jogo entre os flamenguistas e o Cruzeiro, em João Pessoa, para analisar o adversário na final.Nelsinho trabalha com duas hipóteses. Se o meia Souza será mantido na equipe, com Carlos Miguel na reserva. Ou ainda, se Carlos Miguel entrará numa outra posição para reforçar o toque de bola do time. "Vamos ver como pode funcionar nossas opções", despistou o técnico, que está preocupado com o excesso de jogadores pendurados. Jean, Wilson, Gustavo Nery, Douglas e o reserva Reginaldo Araújo, todos defensores, estão com dois cartões amarelos cada um. Eles correm o risco de não poderem participar da segunda partida contra o Flamengo.A mudança do primeiro jogo da final de sábado para domingo, atendendo o interesse da televisão, deu mais tempo para os jogadores do São Paulo descansarem. Eles deveriam ter viajado no início da tarde para João Pessoa. Mas, com a mudança do dia da partida, Nelsinho recomendou repouso aos atletas na manhã desta quinta-feira. Depois, à tarde, o grupo fez um trabalho de exercícios físicos especiais e hidroginástica em uma academia. A viagem para a capital da Paraíba será esta noite.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.