Nelsinho mantém esquema vitorioso

O São Paulo já vencia por 4 a 0. O time repetia o que fez nas últimas seis goleadas ? quatro pelo Rio-São Paulo e duas pela Copa do Brasil. Partia para cima do inimigo desde o início. O ataque foi implacável, marcou a saída de bola do rival. E contra o Palmeiras, na quarta-feira, será diferente? ?O São Paulo jogará da mesma forma?, responde, convicto, o técnico Nelsinho Baptista. O treinador da equipe mais badalada do futebol brasileiro tem uma certeza: ?O São Paulo encontrou o equilíbrio. Tivemos problemas para encontrar a formação tática e a escalação ideais. Agora não abrimos mão dessa postura. Atuaremos sempre do mesmo jeito. O adversário pode ser o Palmeiras ou o Bangu. Tanto faz: nossa seriedade é a mesma?, discursa o técnico. Nelsinho não se abate com as provocações. Ouviu muitas na semana passada. Do lado do Palmeiras, que seu time não merecia tanta badalação por parte da mídia. As palavras de Vanderlei Luxemburgo e seus jogadores eram repercutidas diariamente pelos repórteres no CT do clube. Suportou tudo calado. Nelsinho não admite que seu time, por ser o líder do Rio-São Paulo e ter marcado 37 gols nos últimos 10 jogos, seja o favorito para o clássico. ?Os dois times vivem momentos absolutamente iguais.? A estratégia é a mesma usada antes do jogo contra o Bangu. Nelsinho não quer dar munição para Luxemburgo. Ele sabe que seu colega consegue, como poucos, trabalhar o lado psicológico de seus jogadores. Um deslize seria suficiente para Luxemburgo dizer que o São Paulo está menosprezando o Palmeiras, incendiando o espírito de seus jogadores.

Agencia Estado,

18 Março 2002 | 20h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.