Nelsinho também diz não ao Santos

Depois de Paulo Autuori foi a vez do técnico Nelsinho Baptista, atualmente no Nagoya Grampus, declinar do convite feito pela diretoria do Santos para assumir o clube, que demitiu Oswaldo de Oliveira na manhã de segunda-feira, após seqüência de maus resultados no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores da América. Nelsinho confirmou ter recebido proposta, mas garantiu que fica no Japão até o fim do ano, quando encerra seu contrato com o clube japonês. ?Vou cumprir o contrato que tenho com os japoneses até o final. Agradeço à diretoria do Santos pela proposta, fiquei muito feliz com o convite, mas só estarei no Brasil para dirigir uma equipe a partir de janeiro de 2006?.Sendo assim, o Santos continua procurando um técnico, enquanto o interino Serginho Chulapa esquenta a cabeça para escalar o time para o jogo de amanhã contra o Santo André. Além dos desfalques por contusão - Paulo César, Léo e Fabinho - perdeu mais dois importantes jogadores, que foram chamados por Parreira: Robinho e Ricardinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.