Dani Pozo/AFP
Dani Pozo/AFP

Nem gols mantêm Neymar em campo no Barcelona

Dos 32 jogos oficiais do time catalão nesta temporada, atacante brasileiro começou 21 como titular e foi substituído em nove

O Estado de S. Paulo

29 de janeiro de 2015 | 09h58

Autor de dois gols na vitória do Barcelona sobre o Atlético de Madrid por 3 a 2, garantindo o time catalão na semifinal da Copa do Rei, Neymar mostra nesta temporada um desempenho muito melhor em relação a 2013/2014, já tendo marcado 21 gols. No entanto, nem mesmo as boas atuações estão sendo suficiente para garantir o brasileiro 90 minutos em algumas partidas e o atacante não esconde a irritação com as recentes substituições diante de Elche, La Coruña e diante do rival desta última quarta-feira.

Dos 32 jogos do Barcelona em competições oficiais nesta temporada, Neymar atuou em 25, sendo 21 deles como titular. Nas partidas em que iniciou jogando, o atacante foi substituído em nove delas. O  time catalão tem 83% de aproveitamento (10 vitórias e duas derrotas) quando contou com o brasileiro durante 90 minutos. Nos 13 confrontos em que foi substituído ou saiu do banco reservas, o desempenho sobe para 89% (11 triunfos, um empate e um revés).

Após a partida, o técnico Luis Enrique, que segundo a imprensa espanhola vive momentos de turbulência nos bastidores por conta de conflitos com Lionel Messi, explicou a substituição de Neymar por Pedro.

"Chegou um momento em que o jogo começou a ficar feio e substituímos Neymar. Os profissionais devem ser inteligentes e saber que são companheiros", disse o técnico que ainda elogiou o atacante.

"Neymar teve a atitude de sempre. Contribuiu muito, marcou, driblou. Não vamos mudá-lo, ele é corajoso e fez uma partida de destaque", completou.

Das oito partidas realizadas pelo Barcelona em 2015, Neymar atuou em sete, foi titular em seis e marcou sete gols, conferindo uma média de 1 gol por jogo.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolFC BarcelonaNeymar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.