Nen desfalca Palmeiras por até 8 meses

O ano acabou para o zagueiro palmeirense Nen. O exame de ressonância magnética, realizado hoje pela manhã, confirmou lesão no ligamento cruzado e no menisco lateral do joelho direito e ele terá de passar por cirurgia - ainda sem data definida. O tempo de recuperação, de acordo com o médico do clube, Aldo Guida, gira em torno de seis a oito meses. Nen contundiu-se sozinho, aos 34 minutos do primeiro tempo do duelo contra o Atlético-MG, domingo. Cercado por Luiz Mário, pisou em falso no gramado do Palestra Itália e, na hora, percebeu que sofreu grave lesão. Após breve desmaio, deixou o campo chorando como criança. "Vamos fazer todos os exames. Espero que tenha sido apenas uma pancada, um susto", afirmava, com esperanças, antes de deixar o estádio, cabisbaixo. Hoje, porém, a confirmação da gravidade da contusão. Começa, agora, bateria de exames pré-operatórios. Sem o zagueiro titular, o técnico Emerson Leão pode até implantar seu esquema preferido no Palmeiras, o 4-4-2. Com a volta de Baiano, deslocaria Correia para reforçar a marcação no meio-de-campo. Juninho também cumpriu suspensão diante dos mineiros e volta. No ataque ou na meia? Definição só na quarta-feira pois Pedrinho sente dores na coxa direita e nesta terça-feira, será poupado dos treinos; Lúcio, com entorse no tornozelo esquerdo, é outro problema para o duelo diante do Flamengo, quinta-feira, no Rio. Caso Leão opte por manter os três zagueiros, Leonardo Silva deve ser o escolhido. Foi o substituto no domingo e larga na frente de Leonardo, há poucos dias encostado no clube e de Glauber, que após ser convocado para a seleção brasileira, agora não atua nem no time reserva nos coletivos. RINDO À TOA - Enquanto Nen vive o pior momento da carreira, o volante Reinaldo e o atacante Washington seguem no sentido contrário. Desde o apito final do árbitro sul-matogrossense Elvécio Zequetto, domingo, não conseguem esconder a felicidade. O sorriso largo no rosto de ambos evidencia a fase. O jovem de 21 anos, que no primeiro semestre estava disputando a Terceira Divisão do Campeonato Paulista pelo Palmeiras B, ganhou vaga de titular, agradou e foi comparado a Magrão, ex-ídolo da torcida, por Emerson Leão, de quem arrancou muitos elogios. "Espero continuar jogando bem para ganhar a posição", discursa, ainda não se considerando titular. Washington só fala em recuperar o prestígio e tempo perdido. Está com tanta sede de gols que Júnior Baiano e cia. se cuidem na quinta-feira.Isso se o treinador palmeirense confirmar seu retorno ao time.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.