Carlos Gregorio|Vasco|Divulgação
Carlos Gregorio|Vasco|Divulgação

Nenê admite saudade dos filhos, mas nega querer sair do Vasco

Veterano emitiu comunicado dizendo que tem contrato até o fim de 2018

Estadão Conteúdo

28 de dezembro de 2016 | 16h20

Uma semana depois de admitir a possibilidade de deixar o Vasco, o meia Nenê recuou. Nesta quarta-feira, por meio de sua assessoria de imprensa, o veterano emitiu comunicado para lembrar que tem contrato até o fim de 2018 e que, se algum clube quiser contratá-lo, deve negociar com o Vasco.

"Em nenhum momento eu ou meu empresário iniciamos conversas com outro clube. E muito menos manifestamos à diretoria do Vasco meu desejo de deixar São Januário nesta virada de temporada. A decisão pela minha permanência no clube, no entanto, cabe também à direção vascaína. O clube tem total liberdade de ouvir eventuais propostas e abrir negociações, caso seja de seu interesse", lembra o jogador.

Na quinta-feira passada, em um evento publicitário, Nenê disse que voltou ao Brasil para ficar mais perto dos filhos, que moram em Jundiaí (SP), mas que, jogando no Vasco, continuava distante das crianças.

"Algumas pessoas disseram que bastaria que eu os levasse para morar comigo no Rio. Meus filhos são do meu primeiro casamento e eles moram com a mãe, que detém a guarda, em Jundiaí, onde também estudam. Dessa forma, é impossível que eles simplesmente mudem de cidade. Em razão dessa situação, nosso contato é eventual, muito menor do que gostaria", reforçou Nenê nesta quarta.

O veterano, de 35 anos, voltou ao Vasco em meados de 2015 e rapidamente encantou a torcida. No fim do ano, recusou propostas para renovar seu vínculo até o fim de 2018. Na Série B, apesar da idade, foi titular em 31 partidas, sendo substituído apenas duas vezes.

Tudo o que sabemos sobre:
VascoNenêSão JanuárioFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.