Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Nenê marca de calcanhar e Fluminense derrota o Flamengo no Maracanã

Equipe tricolor aproveitar a fragilidade do time reserva rubro-negro e vence o clássico carioca

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2020 | 23h12

O Fluminense quebrou a invencibilidade dos garotos do Flamengo no Campeonato Carioca. Na noite desta quarta-feira, o time tricolor derrotou o rival por 1 a 0, no Maracanã, com um gol de calcanhar de Nenê, e se manteve como o único da competição com 100% de aproveitamento dos pontos disputados - quatro vitórias em quatro partidas.

Líder do Grupo A da Taça Guanabara (primeiro turno do torneio estadual), o Fluminense poderá garantir no sábado, com uma rodada de antecedência, seu lugar na semifinal. Para isso, precisa vencer o Boavista e contar com um tropeço do Madureira contra o Bangu.

Apesar da derrota, o Flamengo continua na primeira colocação do Grupo A, ao lado do Boavista, ambos com sete pontos. A equipe rubro-negra também pode se classificar na próxima rodada, mas para isso precisa bater o Resende na segunda-feira e contar com derrotas de Botafogo e Portuguesa para Vasco e Volta Redonda, respectivamente.

Em um primeiro tempo truncado e cheio de erros, demorou muito para que o gol se apresentasse como uma possibilidade concreta no Maracanã. Isso só ocorreu aos 39 minutos, quando uma cobrança de falta do veterano Nenê encontrou a trave. No rebote, Miguel teve a chance de marcar, mas seu chute foi para fora.

O jogo não melhorou muito no segundo tempo, e o Fluminense continuou sendo levemente superior ao rival. Faltou pouco para Gilberto abrir o placar aos 14 - sua cabeçada passou bem perto do gol do Flamengo -, mas aos 26 os tricolores acertaram o pé. E com uma sofisticação inesperada. Nenê recebeu a bola de costas para o alvo e marcou com um sutil toque de calcanhar.

Nos minutos finais, o clássico finalmente pegou fogo. O time de meninos do Flamengo foi com tudo ao ataque e teve uma chance de ouro para empatar aos 46 minutos, mas Guilherme Bala apavorou-se quando se viu frente a frente com Muriel e chutou em cima do goleiro do Fluminense. E, assim, a torcida tricolor festejou uma vitória sobre os rubro-negros, coisa rara nos últimos tempos - foi apenas o terceiro triunfo sobre o Flamengo nos últimos 20 clássicos.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 X 1 FLUMINENSE

FLAMENGO - Gabriel Batista; João Lucas, Rafael Santos, Hugo Moura e Ramon; Richard Rios, Vinícius e Pepê (Guilherme Bala); Yuri César (Lucas Silva), Rodrigo Muniz e Bill (Wendel). Técnico: Maurício Souza.

FLUMINENSE - Muriel; Gilberto, Digão, Luccas Claro e Egídio; Henrique, Hudson (Dodi) e Yago Felipe; Miguel (Felippe Cardoso), Nenê e Matheus Alessandro (Lucas Barcelos). Técnico: Odair Hellmann.

ÁRBITRO - Rodrigo Carvalhaes de Miranda.

GOL - Nenê, aos 26 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - João Lucas, Rafael Santos e Hugo Moura (Flamengo); Digão, Egídio, Hudson, Yago Felipe e Miguel (Fluminense).

RENDA - R$ 1.052.326,00.

PÚBLICO - 46.669 presentes (43.259 pagantes).

LOCAL - Estádio Maracanã, no Rio (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.