Nervoso, Corinthians viaja sem pensar na vaga antecipada

Depois de sofrer dois tropeços consecutivos no Campeonato Paulista, o Corinthians embarcou na manhã desta segunda-feira para Aracaju, no Sergipe, para o confronto com o Pirambu, pela estréia na Copa do Brasil. Apesar de pegar um adversário modesto, os jogadores, como sempre, mantiveram a simplicidade e adiantaram que não pensam na classificação antecipada à segunda fase - o clube paulista evita o confronto de volta, marcado para o dia 1.º de março, se vencer por dois gols de diferença."É preciso ter muito cuidado. Eles irão fazer o jogo da vida deles e estão muito motivados", disse o volante Magrão, que não esteve em campo na derrota para o Paulista de Jundiaí por 3 a 2 no último sábado por estar cumprindo suspensão automática. "O Pirambu tem um time leve e rápido e é preciso ter muito atenção nos primeiros minutos. Depois disso, o ímpeto deles cai um pouco e podemos ir para cima."Apesar do clima de carnaval, o meia pediu concentração total para o confronto na Quarta-Feira de Cinzas. "A cobrança é muito grande e não podemos ficar pensando em folia e diversão. As coisas estão complicadas nesses dias. Com todo respeito aos que estão na nossa frente [na tabela do Paulistão], mas o Corinthians é obrigado a estar entre os quatro primeiros", comentou Magrão.Já o goleiro Marcelo deixou mais visível o nervosismo após as derrotas para o Paulista e São Paulo (3 a 1). "Está difícil. Estou ´p da vida´. Estávamos motivamos e acabamos tomando duas surras. Aproveitei o meu domingo de carnaval para espairecer ao lado da minha família. Fiquei com a minha filha e nem coloquei o pé na rua", comentou camisa 1 corintiano.A equipe do Parque São Jorge viajou sem cinco jogadores. O lateral Marcos Tamandaré não foi inscrito na competição - o prazo já havia se encerrado quando foi contratado, enquanto Eduardo Ratinho e Amoroso seguem fazendo trabalhos físicos. Já Rosinei está lesionado na coxa esquerda e está fora dos dois próximos jogos, e Elton sente dores no joelho direito. Ao contrário do restante da delegação, o técnico Emerson Leão, o meia Roger e o atacante Nilmar não foram para o aeroporto no ônibus e preferiram ir de táxi.Pensando no clássicoFaltando ainda quase duas semanas para o clássico com o Palmeiras, no dia 4 de março, o volante Magrão já está concentrado para o confronto com o arqui-rival. "O Palmeiras eliminou o jogo de volta [eliminou o Operário-MT após golear por 5 a 0] e vai ter uma semana a mais para trabalhar. Não podemos bobear na quarta para termos condições iguais para o clássico", analisou o meia, que voltará a desfalcar o Corinthians diante do Rio Branco, no sábado - ele irá cumprir o segundo jogo de suspensão."O árbitro [Paulo César de Oliveira] não colocou na súmula que foi agressão e acredito que serei absolvido para jogar com o Palmeiras", comentou o jogador, lembrando a sua expulsão contra os são-paulinos depois de chutar o meia-atacante Leandro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.