Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Nesi não explica dinheiro da MSI

O vice-presidente do Corinthians, Nesi Curi, esteve hoje no Ministério Público (MP), em São Paulo, onde depôs por quase duas horas sobre a parceria entre MSI e o clube. De acordo com os promotores que cuidam do caso, Curi não soube dizer qual a origem do dinheiro investido no Corinthians. O dirigente, no entanto, confirmou a viagem feita por uma delegação corintiana, encabeçada pelo presidente Alberto Dualib em agosto, para Inglaterra e Geórgia. Nesi Curi afirmou aos promotores que esteve com o russo Boris Berezovski e o georgeano Badri Patarkatsishvili na ocasião. O vice-presidente afirmou, assim como Dualib, que os empresários tinham interesse em investir no Brasil, mas que não tinham ligação alguma com a MSI. Na viagem também estiveram o vice de futebol do clube, Andrés Sanchez, e Carla Dualib, neta do presidente. Segundo o promotor Roberto Porto, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), o dirigente corintiano não soube dizer quem eram os investidores por trás da MSI. Os promotores ainda aguardam, para os próximos dias, a chegada de alguns documentos. Ao Corinthians, foram solicitadas cópias dos contratos dos jogadores Carlos Tevez, Sebá, Roger e Carlos Alberto. A promotoria quer saber se o dinheiro das transações passaram pelo País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.